O juis Flávio Dino (PCdoB) "Não consigo crer que 3 desembargadores federais vão confirmar uma argumentação jurídica tão precária e dissociada da prova dos autos"




O juis  Flávio Dino (PCdoB) "Não consigo crer que 3 desembargadores federais vão confirmar uma argumentação jurídica tão precária e dissociada da prova dos autos"



O juis  Flávio Dino (PCdoB), que também governador do Maranhão, foi aprovado em primeiro lugar no mesmo concurso prestado por Sérgio Moro, criticou a possibilidade de condenação do ex-presidente Lula pelo TRF-4 no próximo dia 24;

 "Li e reli a sentença sobre o tal 'triplex do Guarujá'. Não consigo crer que 3 desembargadores federais vão confirmar uma argumentação jurídica tão precária e dissociada da prova dos autos, apenas por questões políticas ou por 'pressão'. Não creio", escreveu Dino em sua página no Twitter;.

 O recurso de Lula contra a sentença de  Sérgio Moro será julgada pelos desembargadores João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor dos Santos Laus.

A defesa do condenado lula pediu ao TRF-4 que ele seja ouvido no dia 24, antes do julgamento do recurso. É bom lembrar que o petista foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na maior operação já realizada pela PF em território nacional.






Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;






>> CLICK AQUI E VEJA, VEM AÍ A PAUTA EXPLOSIVA DO STF..

"A CORRUPÇÃO MATA NA FILA DO HOSPITAL"




Eis o que Dias Toffoli pensava sobre prisão em segunda instância (antes de Lula ser preso)

>

A esquerda já tentou nos calar, seja nossa vós, curta nossa página e receba diáriamente notícias do governo Bolsonaro. -Somos de #DIREITA

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

Destaque do dia..

Gilmar Mendes, o inimigo da Lava Jato no Supremo, vai até o fim (ouça)

Por "Gazeta do povo" "Gilmar Mendes, o semblante do STF no julgamento da segunda instância.  O Supremo Tribunal Fede...


As mais lidas do dia..