Deu Ré! Fux recua e cancela a própria decisão de envio de ação contra Renan para 1ª instância



Luiz Fux cancelou a própria decisão de enviar à primeira instância da Justiça Federal um pedido do MBL para barrar a candidatura de Renan Calheiros à presidência do Senado.



O gabinete do ministro registrou que houve um “equívoco” na decisão, sem explicar por que ele recuou.



-Pense numa ré grande! Será que alguém ligou reclamando?



Plantonista do STF dá à Justiça Federal poder de barrar candidatura de Renan



O ministro Luiz Fux remeteu à Justiça Federal de Brasília um pedido do MBL para impedir a candidatura de Renan Calheiros à presidência do Senado.



O MBL diz que o senador, alvo de 14 investigações, não tem idoneidade e reputação ilibada.

Atualizado; 19/56 -Deu Ré!  Fux recua e cancela a própria decisão de envio de ação contra Renan para 1ª instância

De plantão no STF, Fux considerou que não compete ao STF analisar o assunto, deixando Renan Calheiros sujeito a uma decisão de primeira instância.



Um eventual veto, no entanto, poderá ser revertido por meio de recursos.


Porque esquerdistas desejam queda de avião no atlântico com Bolsonaro e Moro? (veja)

Porque esquerdistas desejam queda de avião no atlântico com Bolsonaro e Moro? (veja)



Porque esquerdistas desejam queda de avião com Bolsonaro e Moro no atlântico?

No momento em que o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro, juntos, viajam para Davos, para falar ao mundo de um novo Brasil que está nascendo.



Os estúpidos e incautos militantes da esquerda criminosa, não conseguem se conter e extravasam maledicências e maldades, mesmo que algumas horas depois sejam obrigados a apagar os seus perfis nas redes sociais. De qualquer forma, o print é eterno.









Gleisi Hoffmann foi ao Twitter detonar o ministro da Justiça, Sérgio Moro (veja)

Gleisi Hoffmann foi ao Twitter detonar o ministro da Justiça, Sérgio Moro (veja)



Após vazamentos de mais trechos da delação premiada de Antonio Palocci implicando Lula, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann foi até o Twitter reclamar sobre a Polícia Federal e o ministro da Justiça, Sérgio Moro.



De acordo com o jornal O Globo, Palocci teria dito à PF que entregou dinheiro em espécie para o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Os repasses teriam sido feitos no avião presidencial em caixas de uísque. O ex-ministro teria assumido ter levado R$50 mil em espécie para o então presidente no Terminal da Aeronáutico em Brasília.



O depoimento foi prestado após a homologação da delação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Trechos já tinham sido divulgados em setembro, poucos dias antes do 1º turno das eleições presidenciais.



Pelo Twitter, Gleisi voltou a descredibilizar as acusações de Antonio Palocci, classificando-as como "velhas mentiras". Ela ainda apontou suposta coincidência com o timing da revelação, já que ontem uma investigação do Jornal Nacional apontou para suposto esquema de repasses suspeitos pelo motorista Fabrício Queiroz tendo como beneficiário o senador eleito Flávio Bolsonaro.



Prefeito petista do Ceará diz que Nordeste não terá chuvas pelo fato de Lula está preso

Prefeito petista do Ceará diz que Nordeste não terá chuvas pelo fato de Lula está preso



O prefeito da cidade de Quixadá, região do Sertão Central do Ceará, Ilário Marques (PT), afirmou não acreditar em um bom inverno na região Nordeste, pelo fato do ex-presidente Lula está preso. Lula foi condenado e preso por corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato.



A fala do prefeito repercutiu negativamente e viralizou nas redes sociais pelo país, após ser proferida durante o 23º encontro dos profetas da Chuva, realizado na última semana no município do Sertão Central, região na qual sofre, há séculos, devida a falta de chuvas. Durante parte de sua fala o petista disse que está certo de que também o Ceará não terá um bom inverno. 



“É difícil para o coração de quem tem o sentimento de justiça ter um bom inverno se esse homem que fez tão bem pelo Nordeste, pelo Brasil, continua preso. Lula livre”, disse o prefeito que recentemente foi afastado pelo Ministério Público do Estado, acusado de fraudes em licitações.



O Estado do Ceará registrou chuvas em pelo menos 70 municípios entre 7h da última sexta-feira (18) e 7h deste sábado (19), de acordo com dados da Funceme. 
(Informações, blog do Ismael)

Maduro amedrontado convida Trump para diálogo 'sincero e direto'

Maduro amedrontado convida Trump para diálogo 'sincero e direto'



O ditador Nicolás Maduro convidou o presidente americano para basear as relações entre a Venezuela e os EUA na cooperação e no respeito mútuo.

Nicolás Maduro convidou Donald Trump, para um diálogo "franco, direto e cara a cara". Isto foi afirmado no contexto de uma entrevista feita ao governante a em seu país pela jornalista María Elvira Salazar e que foi transmitida pela rede de televisão Univisión.



"Estamos no mesmo hemisfério" e "mais cedo ou mais tarde somos forçados a falar e a nos entendermos", afirmou o presidente venezuelano. Para Maduro, embora existam diferenças entre os países, eles poderiam entender as diferenças mútuas.



"Eu gostaria que houvesse uma oportunidade para um diálogo franco, direto e cara a cara para que você (Trump) veja que não é o que dizem os seus informadores. Somos reais, somos gente com quem se pode conversar, negociar e fazer acordos", acrescentou Maduro.


Na opinião dele, Trump herdou "erros" da política externa de seu antecessor, Barack Obama, que até agora resultou em uma "ideologização da política exterior dos EUA contra a Venezuela".

Perguntado se convidaria o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, à Venezuela, ele respondeu: que ele pode vir quando quiser, Maduro o receberia e estenderia sua mão, porque os lados sabem dialogar e entender os parceiros.



Maduro defendeu a ideia de concentrar-se numa agenda de trabalho e cooperação compartilhados através de uma relação de compreensão e respeito, apesar da relação tensa entre Caracas e Washington, que se aprofundou depois que o presidente venezuelano foi recentemente empossado para um novo mandato constitucional.

Boulos diz que vai processar juíza que criticou, "A tristeza no olhar de quem vai ser recebido na bala depois do decreto do Bolsonaro"

Boulos diz que vai processar juíza que criticou, "A tristeza no olhar de quem vai ser recebido na bala depois do decreto do Bolsonaro"



A desembargadora Marília Castro Neves, 61, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), compartilhou em suas redes sociais na última quarta-feira (16) um post com ameaça ao ex-candidato à Presidência e coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos. Ao UOL, ele disse que irá à Justiça contra Neves.



"A tristeza no olhar de quem vai ser recebido na bala depois do decreto do Bolsonaro", diz a publicação, com foto de Boulos. O post fazia referência também à flexibilização à posse de arma assinada no início da semana.



"Vamos acioná-la judicialmente. Nossos advogados ainda não definiram qual ação, mas será feita nos próximos dias. Esperamos que o Judiciário coloque limites nesta conduta inconsequente e incompatível com uma magistrada", afirmou Boulos. 


Acabou o Mi Mi Mi, Governo Bolsonaro vai fechar escolas do MST por atuação ilegal e doutrinação de crianças (vídeo)



Acabou o Mi Mi Mi....


O Secretário Especial de Assuntos Fundiários do atual governo, Luiz Antonio Nabhan Garcia, pretende fechar as escolas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e punir os responsáveis, sob a alegação da evidente doutrinação ideológica praticada nos locais.




De fato é um problema sério e ainda tem outros componentes que justificam a decisão.



Ora, o MST não possui um CNPJ, não tem sequer algum tipo de registro em algum cartório do país ou qualquer documento que lhe dê um mínimo de legitimidade.

É um ‘movimento’ que funciona na mais absoluta clandestinidade. Algo semelhante as Farcs, na Colômbia. 




Só por esses motivos, não poderia, de forma alguma, comandar escolas e ter crianças sob sua responsabilidade.
Todavia, durante os governos do PT, o MST foi fartamente alimentado por recursos públicos e manteve as tais escolas onde crianças eram verdadeiramente abusadas.



Causa estranheza como eram feitos os repasses do governo para um movimento inexistente juridicamente, mas eles aconteciam, milhões e milhões de reais foram destinados ilegalmente.
Assim, isso tem que acabar por ser algo absolutamente ilegal.



Porém, a atuação criminosa com relação às crianças é inaceitável. Pura doutrinação ideológica.

(conteúdo; jornal da cidade online)
Os vídeos abaixo são esclarecedores:
Pela primeira vez em 20 anos, o orçamento anual saiu do vermelho

Pela primeira vez em 20 anos, o orçamento anual saiu do vermelho


O orçamento é o planejamento do governo quanto às expectativas de obtenção de receita e limites de gastos com suas despesas.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 13.808/2019, que estima em R$ 3,382 trilhões a receita da União para o exercício de 2019 e fixa despesa de igual valor no mesmo período. O texto da Lei Orçamentária Anual de 2019 está publicado no Diário Oficial da União (DOU), e traz dois vetos. 

-O presidente vetou gastos de R$ 50 milhões no Incra e de R$ 10 milhões para o CNJ.


O BNDS devolverá 100 bilhões de Reais ao tesouro nacional, mais seis BI ao mês, praticamente zerando o deft do orçamento de 2019.

Pela primeira vez em 20 anos, o orçamento anual saiu do vermelho, e ninguém te falou nada?.



-Bem vindo a era Bolsonaro.

Brasil assume o comando das articulações para a queda do tirano Nicolas Maduro



Reforçado pelo impactante discurso proferido nesta quarta-feira (16) no Palácio do Planalto, pelo presidente da Argentina Maurício Macri, em sua primeira visita oficial após a posse do presidente Jair Bolsonaro, o Brasil assumiu definitivamente a liderança das articulações da transição na Venezuela.
Em seu discurso, Macri classificou de “escárnio com a democracia” a farsa eleitoral protagonizada por Maduro.


“É um ditador que quer se perpetuar no poder com eleições fictícias", sentenciou o presidente da Argentina.
Na noite do mesmo dia em que Bolsonaro e Macri definiram que a Venezuela necessita de uma liderança com legitimidade, três importantes líderes da oposição venezuelana, todos no exílio, desembarcaram em Brasília.



O ex-prefeito de Caracas Antonio Ledezma, o ex-presidente da Assembleia Nacional (AN) Julio Borges, e o número dois do partido Vontade Popular (VP), Carlos Vecchio, se encontrarão nesta quinta-feira (17) com o chanceler Ernesto Araújo. O time opositor será reforçado pelo presidente do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) no exílio, Miguel Ángel Martín, que também será recebido por Araújo.



A nova ofensiva da oposição pode ter o seu dia “D” no próximo 23 de janeiro, data em que o povo venezuelano comemora a queda de uma outra ditadura, a de Marcos Pérez Jimenez.
Juan Guaidó, atual presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, recentemente preso e solto em seguida pelo ditador Maduro, terá um papel de protagonismo na ofensiva da oposição.


A situação na Venezuela nunca esteve tão grave e Maduro nunca tão ameaçado.