URGENTE! MATÉRIA EM DESTAQUE

LEIA O TEXTO COMPLETO QUE BOLSONARO COMPARTILHOU E FERVEU TODOS OS PODERES

Por; Rosinaldo Pereira  Bastaram 5 meses de um governo atípico, “sem jeito” com o congresso e de comunicação amadora pa...

Major-brigadeiro alerta que desde a vitória de Bolsonaro, congressistas e  Suprema Corte se uniram contra Bolsonaro para combater as mudanças exigidas pela sociedade

Major-brigadeiro alerta que desde a vitória de Bolsonaro, congressistas e Suprema Corte se uniram contra Bolsonaro para combater as mudanças exigidas pela sociedade



Há uma ‘sucuri de duas cabeças’ tentando engolir o presidente Jair Bolsonaro. Ela se enrosca entre o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional. E o povo e o governo ‘são reféns’ dessa cobra considerada ‘mais perigosa do que veneno de cascavel’.

O alerta é do major-brigadeiro Jaime Rodrigues Sanchez. Segundo ele, desde a vitória de Jair Bolsonaro nas urnas, congressistas e ministros da Suprema Corte se uniram numa cruzada para combater as mudanças exigidas pela sociedade. “A sucuri está serpenteando, tentando dar seu abraço letal no presidente”, acusa o militar da Aeronáutica.


Na opinião de Jaime Rodrigues Sanchez, o Congresso e o Supremo, ‘contrários à chama da moralização’ que o povo exige, agiram insidiosamente ainda durante as eleições, quando o agora presidente da República foi vítima de um atentado, levando uma facada que por pouco não lhe tirou a vida. “Foi a primeira e desesperada tentativa de matar o Mito”, diz o brigadeiro.

“Ao contrário (o atentado), aumentou-lhe o prestígio e a certeza de que o inimigo estava disposto a tudo para evitar a sua debacle. Frustrada a investida com arma branca, restaram-lhe as armas sujas que frequentemente usam: o boicote, as tramas de bastidores, as fofocas, as pautas-bomba, as liminares e toda sorte de atos deploráveis nos quais são especialistas”.


Já com o governo instalado, diz o militar, veio o “primeiro golpe baixo: a eleição de dois investigados pela outra cabeça da sucuri para exercer as presidências da Câmara e do Senado, que rapidamente mostraram a que vieram, votando matérias contra o governo na calada da noite, arquivando CPI contra o Judiciário e muitas outras manobras na contra-mão dos anseios da sociedade. Estava montado o circo e a sucuri começava a apertar o cerco”.

Jaime Rodrigues Sanchez, que se refere a Rodrigo Maia, presidente da Câmara, como ‘o amigo chileno’, diz que o deputado preparou o golpe ao nomear “um comunista e um socialista, respectivamente, para presidir e relatar na Comissão Especial o mérito da reforma da previdência, crucial para a retomada do crescimento do País; a aprovação do orçamento impositivo na calada da noite; e a retirada do COAF do comando do Ministro Sérgio Moro, privilegiando a corrupção”.


O brigadeiro continua o ataque, afirmando que “a outra cabeça da sucuri (o Supremo), além de diversas solturas de padrinhos, tirou da Lava-Jato a ação sobre os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro” e não satisfeitos, “validaram as benesses de um indulto natalino obsceno concedido por um ex-presidente ladrão, ao final do seu mandato, reforçando a impunidade e aplicando golpe mortal à luta contra a corrupção sistêmica que assola o País, especialmente naqueles dois poderes”.

A eleição de Jair Bolsonaro, segundo a opinião de Jaime Rodrigues Sanchez, tirou o Brasil “da beira do despenhadeiro”. Porém, observa, “no momento em que conseguimos fazer meia-volta e começamos a nos afastar do precipício, parte do Legislativo e do Judiciário tenta nos encurralar e fazer retroceder em direção ao abismo”.


O brigadeiro enfatiza que, a persistir a situação, “seremos obrigados a escolher entre o bem da Nação e o mergulho na escuridão”. E conclui lembrando que “Moisés usou seu cajado divino para abrir a imensidão do mar ao seu povo. Nosso cajado não tem tal poder, mas aproxima-se o momento em que terá que ser usado, ou a sucuri nos esmagará e o vermelho que hoje colore artificialmente o Nordeste poderá vir a manchar profundamente as cores do nosso pavilhão”.

Mirando o STF, Moro permanece no cargo até o fim, doa a quem doer



Moro quase desistiu!

Contrariado com várias medidas que tem de tomar por imposição do próprio presidente, o ministro Sergio Moro chegou a pensar em desistir, mas mantém-se no cargo por um projeto maior: uma vaga no STF.


Quando Jair Bolsonaro chamou Sergio Moro à sua casa no Rio de Janeiro, no final de outubro, para convidá-lo oficialmente para ser o superministro da Justiça e Segurança Pública, o então juiz federal responsável pela Operação Lava Jato deixou claro ao recém-eleito presidente da República que acalentava o sonho de ser ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). “Mas não tenho vaga para o STF e sim para o Ministério da Justiça”, enfatizou o presidente. Moro aceitou o ministério sem pestanejar. 

Na época, Moro foi taxativo: “Tenho limites. Se não aguentar, peço para sair”. Mas, graças a sua prudência e paciência, ele permaneceu.


Por ora, a ameaça de deixar o cargo “não passa de especulação”, segundo disse o próprio ministro à ISTOÉ. Amigos do ex-juiz dizem, porém, que ele realmente anda muito amuado. A questão é: até quando ele suportará engolir tantos sapos?

-Moro vai esperar o STF.
Brasília está alvoroçada com a frase de Bolsonaro, "um tsunami" será o art; 142 ?

Brasília está alvoroçada com a frase de Bolsonaro, "um tsunami" será o art; 142 ?



O enigma que alvoroça Brasília


Vem bomba pela frente. Só não se sabe quem o petardo, com potência ‘de um tsunami’, vai atingir – se o governo ou seus adversários. O alerta foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta, 10, em evento na Caixa Econômica Federal.



Segundo Bolsonaro, o governo está preparado para enfrentar esse (problema que vem pela frente) e outras dificuldades.

Veja também; Mirando o STF, Moro permanece no cargo até o fim, doa a quem doer

“Sim, talvez tenha um tsunami na semana que vem. Mas a gente vence esse obstáculo com toda certeza. Somos humanos, alguns erram, uns erros são imperdoáveis, outros não.”

Brasília está alvoroçada com um alerta; o art. 142. 

Veja, Brasília alvoroçada aqui

-Bolsonaro lembrou que, como ser humano, também erra, mas avaliou que tem mais acertos do que erros.

Revelação de Bolsonaro deixa políticos em alerta, um "tsunami " no governo, uns erros são imperdoáveis, outros não


Em um evento na Caixa, Jair Bolsonaro disse hoje que seu governo está enfrentando problemas porque ele decidiu evitar indicações políticas no primeiro escalão

O presidente prevê um “tsunami” na próxima semana, provavelmente em relação à MP da reforma administrativa, ou [.....] assuntos relacionados aos militares.

“Os partidos do Centrão somam cerca de 350 dos 513 deputados, o que lhes dá ampla margem para aprovar emendas constitucionais”. -A ministra Rosa Weber deu cinco dias para Jair Bolsonaro explicar o decreto que amplia o porte de armas.

Sergio Moro tem o mesmo prazo.

Com a palavra, o presidente da República;


“Me elegi e a decisão foi, como havia falado por anos, que não teríamos indicações políticas. Escolhi os nossos ministros por critério técnico. Todos têm 100% de liberdade para escolher seus subordinados. Se porventura eu indicar alguém, falei para os ministros, eles têm poder de veto. O que eu quero deles, na ponta da linha, é produtividade. Tem que atender o fim, a quem se destina a instituição. E assim estamos governando. Alguns problemas? Sim, talvez tenha um tsunami na semana que vem. Mas a gente vence esse obstáculo com toda certeza. Somos humanos, alguns erram. Uns erros são imperdoáveis, outros não.”

-Nos bastidores, os políticos estão em alerta com o presidente.

Atualizado as 19:48hrs -Brasília está alvoroçada com a frase de Bolsonaro

-Que venha o art; 142

E mais; Mirando o STF, Moro permanece no cargo até o fim, doa a quem doer

Veja também;  Moro: “O Coaf está em casa” Se o COAF não vai a Moro, Moro vai até o COAF, Pensaram que ia ser fácil?

Câmara avalia derrubar o decreto que ampliou o porte de armas "Tá difícil para Bolsonaro"



O decreto que ampliou o porte de armas é ilegal, segundo um parecer elaborado pelos técnicos da Câmara.

“A lei violada é o Estatuto do Desarmamento”, diz O Globo. “É ele quem estabelece as regras de porte. Assim, na visão da área técnica da Câmara, apenas outra lei poderia fazer tais alterações.”


Opinião; -O estatuto do desarmamento está em pleno vigor. Só não vale para bandidos!
E mais, Paracer da "Câmara", já diz tudo, aqui quem manda "somos nós".
Vazou! Rodrigo Maia, articulou a derrota de Moro para atingir Bolsonaro

Vazou! Rodrigo Maia, articulou a derrota de Moro para atingir Bolsonaro



O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, articulou a derrota de Sergio Moro para atingir o presidente Jair Bolsonaro 

Isso já era esperado por aliados do governo. -Partidos que apoiaram a reeleição do presidente da Câmara cobram seu empenho para "destravar" nomeações para o 2º escalão no governo que foi prometido por Rodrigo Maia.

Sergio Moro sofreu sua primeira grande derrota como ministro da justiça, o reflexo foi no governo Bolsonaro.




Pode-se dizer o mesmo do governo e do combate ao crime organizado: ambos sofreram uma grande derrota. -Os parlamentares não tem interesse em combater o crime, para termos uma ideia, o próprio presidente da câmara está na mira de investigações. 

Segundo o Antagonista, por trás da derrota, está o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o grupo de parlamentares conhecido como Centrão.

Confira o trecho da reportagem a seguir:




(...) o Centrão se reestruturou com força no Congresso na atual legislatura e, definitivamente, encontrou em Maia seu principal líder e articulador. Juntos, eles estão empenhados na tarefa de fazer frente ao discurso de Jair Bolsonaro contra a velha política. Querem mostrar ao presidente que o Planalto não tem poderes para fazer o que quer – e que precisa se curvar ao Congresso.

É um movimento que pode determinar o destino do governo e, portanto, do país.


A ideia do Centrão é cercar Jair Bolsonaro aos poucos


“Na ponta do lápis”, diz a Crusoé, “os partidos do Centrão somam cerca de 350 dos 513 deputados, o que lhes dá ampla margem para aprovar emendas constitucionais”.

-A maior preocupação agora é; o que estar passando na cabeça de Sergio Moro?



Bolsonaro reage e quer Coaf com Sergio Moro

Bolsonaro reage e quer Coaf com Sergio Moro



Bolsonaro reage e quer Coaf com Sergio Moro

Em sua live de hoje no Facebook, Jair Bolsonaro afirmou esperar que os plenários da Câmara e do Senado revertam a decisão da comissão mista que tirou o Coaf do Ministério da Justiça.



“Hoje, em comissão que analisa a MP da reestruturação, uma das medidas tomadas pela comissão, que falta ser referendada pelo plenário –o que pode não acontecer–, estão pegando o Coaf e levando do Ministério da Justiça, do Sergio Moro, para o Ministério da Economia, do Paulo Guedes”, explicou o presidente.

“A gente espera que o plenário da Câmara e do Senado mantenha o Coaf no Ministério da Justiça. É uma ferramenta muito forte no combate à lavagem de dinheiro, à corrupção e outras medidas”, acrescentou.
Bolsonaro Reage e exonera ex de Gilmar Mendes

Bolsonaro Reage e exonera ex de Gilmar Mendes



O presidente Jair Bolsonaro exonerou a advogada e ex-mulher do ministro do STF Gilmar Mendes, do cargo de conselheira de Itaipu, registra a Crusoé. 



Ela havia sido nomeada em dezembro de 2017 pelo então presidente Michel Temer, que voltou a ser preso preventivamente na tarde de hoje. No decreto publicado nesta quinta, (9).

-Antes tarde do que nunca!

Porque será que políticos e juízes tem tanto medo de Sergio Moro?

Porque será que políticos e juízes tem tanto medo de Sergio Moro?



Sergio Moro é visto pelos políticos corruptos como um exterminador  



Comissão especial reduz poder de Moro.
Ao longo da última semana, o ministro Sergio Moro (Justiça) se reuniu com dezenas de parlamentares para pedir apoio e manter o Coaf sob sua responsabilidade. O órgão é responsável por levantar movimentações financeiras suspeitas e auxiliar no combate à corrupção.




A comissão especial que discute a reformulação ministerial do presidente Jair Bolsonaro (PSL) aprovou a retirada do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Fiscais) da pasta da Justiça e o retorno para o Ministério da Economia. O colegiado formado por deputados e senadores aprovou por 14 votos a 11, na manhã de hoje, a transferência do órgão para pasta em que funcionou até dezembro.

Porque será que políticos e juízes tem tanto medo de Sergio Moro?

A casa da Mãe Joana; Deputados praticamente vão obrigar Bolsonaro recriar ministros



O Centrão e o PT, formaram a comissão mista da MP


Antes da conclusão dos trabalhos na comissão mista da MP da reforma administrativa, deputados e senadores decidem agora se aprovam a recriação dos ministérios das Cidades e da Integração Nacional.





-Tudo começou aqui; Líderes de partidos, PP, PR, PSD e Podemos em reunião secreta na casa de Maia para garantir a derrota de Moro

A "grande Imprensa" que torce contra fazendo o seu papel de NÃO ajudar em NADA o governo! Todos calados, convenientemente para que isso acontecesse esperando o desgaste do Governo.

-Infelizmente! As sucessivas derrotas de hoje mostram que o governo de Jair Bolsonaro simplesmente não existe na Câmara dos Deputados.

Veja também; A comissão mista da MP; Centrão, o PT e seus satélites decidiram retirar COAF de Moro




A comissão mista da MP; Centrão, o PT e seus satélites decidiram retirar COAF de Moro



"guerra a corruptos fica mais difícil"

A comissão mista da MP da reforma administrativa, por 14 a 11 votos, acaba de decidir por tirar o Coaf do Ministério da Justiça. -A decisão ainda terá de ser referendada nos plenários da Câmara e do Senado.

O Centrão, o PT e seus satélites ganharam essa batalha, que pretende ações mais amenas contra a corrupção, segundo interpretação de lideranças da oposição.


Com a palavra, Sergio Moro; "Ao longo dos últimos dias que o Coaf, responsável por levantar movimentações financeiras suspeitas e auxiliar no combate à corrupção, não teria poder se mudasse de esfera".

E mais; Comissão aprova “jabuti” que limita atuação da Receita
A comissão mista da MP da reforma administrativa, por 15 a 9 votos, acaba de aprovar o “jabuti” que proíbe os auditores fiscais de compartilhar indícios de crimes diretamente com o Ministério Público Federal.

Ou seja, a maioria do colegiado votou para limitar a atuação dos auditores fiscais da Receita, o que também vai prejudicar o combate à corrupção.

Veja; A Comissão mista da MP da reforma administrativa foi formada com deputados do PT para derrotar o governo





A "grande Imprensa" que torce contra fazendo o seu papel de NÃO ajudar em NADA o governo! Todos calados, convenientemente para que isso acontecesse esperando o desgaste do Governo.







-A sociedade tem que ir as ruas imediatamente, usar as redes sociais e clamar para que o Coaf fique com Sergio Moro. 
#COAFCOMMORO

-Tudo começou aqui; Líderes de partidos, PP, PR, PSD e Podemos em reunião secreta na casa de Maia para garantir a derrota de Moro

TRF-2 MANDA PRENDER TEMER DE NOVO

TRF-2 MANDA PRENDER TEMER DE NOVO



O TRF-2 acaba de determinar nova prisão de Michel Temer e de seu assessor João Baptista Lima Filho, o coronel Lima.




-Por 2 votos a 1, TRF-2 acolhe recurso do Ministério Público Federal e restabelece prisão preventiva do ex-presidente e de seu antigo aliado, Coronel João Baptista Lima Filho; eles haviam sido presos na Operação Descontaminação no dia 21 de março e soltos 4 dias depois pelo desembargador Ivan Athié.

-Michel Temer se entregará amanhã para ser preso novamente.

Segundo o advogado Eduardo Carnelós, o pedido foi feito e aprovado durante a sessão do TRF-2 que determinou a volta do ex-presidente à cadeia junto com o coronel João Baptista Lima Filho.


Moro vai para o STF, deputados petistas em pânico

Moro vai para o STF, deputados petistas em pânico



“Quando ele for para o STF, quem vai estar no lugar dele?”

O deputado petista Alexandre Padilha, na comissão mista da MP da reforma administrativa, criticou o fato de o Coaf ter ido para o Ministério da Justiça.




“Quero saber qual o país do mundo tem o Coaf no seu Ministério da Justiça. Os Estados Unidos não combatem lavagem de dinheiro? Os países europeus não combatem? Qual é a desconfiança que existe em relação ao ministro Guedes?”




“Estamos aqui montando estruturas que ultrapassam homens e mulheres. Os ministros Sergio Moro e Paulo Guedes não serão eternos. O ministro Sergio Moro diz que ir para o STF é uma loteria. Quando ele for para o STF, quem vai estar no lugar dele?  -perguntou o deputado.

-Esse é o grande Medo do PT.

Veja também; Temer, preso de novo

Eu, brasileiro, não quero pagar o bufê de luxo do STF.

Eu, brasileiro, não quero pagar o bufê de luxo do STF.



Nós, brasileiros pagadores de impostos e signatários desse abaixo-assinado, nos colocamos veemente e publicamente CONTRA o escárnio com o dinheiro público, referente à contratação e aquisição de itens de luxo para jantares e recepções da instituição.




Que as cerimônias ocorram, se necessário, para o cumprimento de deveres protocolares, de acordo com a realidade de nosso país, onde crianças morrem por conta da falta de saneamento básico, idosos agonizam em longas filas de hospitais públicos, policiais não tem condições mínimas de voltarem para casa vivos após um dia de trabalho, professores são mal-remunerados e os índices de desemprego são cada vez maiores.




Enquanto grande parte das crianças de nosso país só conseguem se alimentar nas dependências de uma escola, quando há escola e merenda, nossos ministros, que recebem salários surreais comparados com a realidade brasileira, querem comer lagosta com vinhos e espumantes premiados, pagos com nosso dinheiro.

Isso é IMORAL
Isso é INDECENTE.
Isso é CONSTRANGEDOR.
 Assinar aqui.