.






“É quase certo que o STF deverá anular a decisão de ontem contra Lula”, diz Helio Gurovitz.

Ele se refere à manobra do Supremo que mudou a ordem dos depoimentos finais.

Desta vez, porém, os ministros não poderão esconder seus propósitos no processo de Aldemir Bendine.


Condenação

O aumento de pena de Lula ontem no TRF-4, para 17 anos, foi visto por ministros do STF como um claro aceno a Jair Bolsonaro — principalmente de dois dos três desembargadores.


Thompson Flores e Gebran Neto são candidatíssimos a uma das duas vagas do STF




Gebran, Paulsen e Flores, rejeitaram o pedido de defesa de Lula, que visava anular a condenação com base no entendimento firmado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) relativo à ordem das alegações finais de delatores e delatados. Em outubro, o STF estabeleceu que réus que não fecharam acordo de delação premiada devem se manifestar por último nas alegações finais. Os advogados de Lula alegam que isto não ocorreu no caso do sítio.

-Eu nem duvido que o STF, digo, membros do Tribunal, tentem anular a condenação.

Deixe sua opinião

todos os comentários é de inteira responsabilidade do leitor

Postagem Anterior Próxima Postagem