Traidor da Constituição é traidor da Pátria "discordar, sim. Divergir, sim. Descumprir, jamais" - JORNAL 21 BRASIL
Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade

DESTAQUE DA SEMANA

GOVERNO IDIANO DÁ RASTEIRA EM DORIA LIBERA 2 MILHÕES DA VACINA QUE TEM 70% DE EFICÁCIA PARA O BRASIL

 "Vacina de Oxford/AstraZeneca tem eficácia de 70% já na 1ª dose, apontam testes no Brasil" Quem tem pressa come cru, né João Dori...

Traidor da Constituição é traidor da Pátria "discordar, sim. Divergir, sim. Descumprir, jamais"

 



A histórica frase foi dita pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Ulysses Guimarães, quando promulgou a Carta Magna, em 88. O Brasil vive um momento único em sua história. O Guardião da Constituição Federal "STF" deveria fazer cumprir a mesma, mas não é isso que está acontecendo. -Deveria! 

“Conhecemos o caminho maldito. Rasgar a Constituição, trancar as portas do Parlamento, garrotear a liberdade, mandar os patriotas para a cadeia, o exílio e o cemitério”, completou Ulysses Guimarães.


No histórico discurso, ele reconheceu que o texto constitucional não era perfeito, razão pela qual era e ainda é possível a atualização ou revisão por emendas. 


Cumpriram com o seu dever.


Leia um trecho do maior discurso na Câmara dos deputados;


"A Nação nos mandou executar um serviço. Nós o fizemos com amor, aplicação e

sem medo. (Palmas.)

A Constituição certamente não é perfeita. Ela própria o confessa, ao admitir a

reforma.

Quanto a ela, discordar, sim. Divergir, sim. Descumprir, jamais. (Palmas.) Afrontála, nunca. Traidor da Constituição é traidor da Pátria. (Muito bem! Palmas.) Conhecemos

o caminho maldito: rasgar a Constituição, trancar as portas do Parlamento, garrotear a

liberdade, mandar os patriotas para a cadeia, o exílio, o cemitério. (Muito bem! Palmas.)

A persistência da Constituição é a sobrevivência da democracia".



 



Assista;