analisando 44 dias de gestão do prefeito de são tomé RN

Por; Rosinaldo Pereira /colunista
  "Precisamos ter a real situação de como está a administração pública do nosso município” 

O primeiro ato do prefeito, após ser empossado para o segundo  mandato no dia 1º de janeiro de 2017 foi reunir o secretariado,para discutir a situação do município ,o que ele não esperava era encontrar
um grande amigo de todos os governantes, a crise.
No encontro, pediu empenho e cautela da equipe.
“Definiu que cada titular fosse para a sua secretaria para diagnosticar os problemas e se inteirasse de todos os assuntos.
 Dessa forma vamos buscar os subsídios e começarmos as ações de nosso governo”
O prefeito "BABÁ", também solicitou aos secretários um diálogo e respeito com os servidores públicos,respeito á todos.

Decretou situação de emergência financeira,e vem lutando para colocar os salários em dia, mas é muito provável que isso não aconteça,visto que a folha é muito maior que a receita.
Confirmou que não haverá "carnaval bancado pelo município", convocou desde semana passada homens e mulheres para trabalhar, obs; (não são efetivos), então, cadê a crise ?
“disse para os secretariados para que ouçam os funcionários, porque são eles que fazem a administração fluir.

Pediu cautela, diálogo e respeito, porque o que queremos é ter uma relação de harmonia com os servidores”, pontua.
Nesses primeiros dias de governo algumas ações já estão encaminhadas, como a continuidade de atividades básicas de limpeza e só.

As insatisfações vem por parte dos adversários que nunca estão satisfeito com o que vê,e também por aqueles que alegam ter recebido promessas de empregos; e até agora "nada".

 penso eu, muito difícil ter o brilho do primeiro mandato.

ouça; web radio viva vida


Continue lendo....