Presidente de TRF-4 afirma que sentença de Moro sobre Lula foi “ perfeita ” não exige retoque

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

Presidente de TRF-4 afirma que sentença de Moro sobre Lula foi “ perfeita ” não exige retoque


“[A sentença de Sérgio Moro que condenou Lula] é tecnicamente irrepreensível, fez exame minucioso e irretocável, sig; (adjetivo de dois gêneros




que não exige retoque; acabado, perfeito), da prova dos autos e vai entrar para a história do Brasil”. Essa é uma das afirmações de desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, Presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), corte responsável pela revisão da sentença da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, em entrevista ao jornal Estadão.

leia mais; LULA ESPALHA PELO BRASIL; A Polícia Federal e o Ministério Público da Lava Jato mentiram

Gostei. Isso eu não vou negar”, afirmou o desembargador sobre a sentença condenatória. Lenz comparou a importância e acerto da sentença à proferida por Márcio Moraes no caso Herzog: É uma sentença que não se preocupou com a erudição – como a sentença do juiz Márcio Moraes, lá atrás, também não se preocupou. É um exame irrepreensível da prova dos autos. É uma sentença que ninguém passa indiferente por ela”. conteudo; justificando.cartacapital




Então; De acordo com as palavras do desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, Presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), corte responsável pela revisão da sentença da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, é só aguardar a confirmação do (TRF-4), que lula continuará condenado e fora das eleições de 2018.



----------- 

Relator no TRF4 conclui voto sobre condenação de Lula




O recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a condenação imposta pelo juiz Sergio Moro tramita com celeridade no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Eram 14h16min da última sexta-feira quando o relator da Lava-Jato na Corte, desembargador João Pedro Gebran Neto, concluiu seu...........leia mais




lava-jato perde força;"PGR" pediu à Lava-Jato que devolva nove cargos de assessores




A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu à força-tarefa da Operação Lava-Jato em Curitiba que devolva nove cargos de........leia mais

  


Continue lendo....