Uma página a serviço do Brasil:

URGENTE; Empresario Testemunha da Lava Jato é morto a tiros

Testemunha da Lava Jato é morta a tiros 


José Roberto Soares Vieira ajudou a força-tarefa a rastrear pagamentos ao ex-gerente da Transpetro José Antonio de Jesus, alvo da 47ª fase da operação


O empresário José Roberto Soares Vieira, 47 anos, que ajudou a força-tarefa da Lava Jato a rastrear pagamentos ao principal alvo da 47ª fase da operação, o ex-gerente da Transpetro José Antonio de Jesus, foi assassinado na quarta-feira, 17, na cidade de Candeias, litoral da Bahia. Ex-vice-prefeito de Ourolândia (BA), eleito pelo PT em 2012, ele foi morto a tiros por um homem em uma motocicleta quando chegava à sua empresa. Ninguém foi preso.



De acordo com Veja, no dia 21 de novembro de 2017, data da Operação Sothis, Vieira, que foi alvo de buscas e apreensões, prestou depoimento à Polícia Federal e afirmou que seu ex-sócio e agente público recebia pagamentos de empresas contratadas por subsidiárias da Petrobras sem ter prestado qualquer serviço. O Ministério Público Federal chegou a pedir sua prisão temporária, indeferida pelo juiz Sergio Moro ao deflagrar a operação. Ele chegou a ter seus bens bloqueados.



O ex-gerente da subsidiária da Petrobras foi preso no dia 21. O MPF suspeita que Jesus, seus familiares e intermediários operacionalizaram o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas pela empresa NM Engenharia, entre setembro de 2009 e março de 2014.
Ex-sócio do ex-Transpetro na JRA Transportes, Vieira ainda disse que a empresa fazia transferências para os parentes do ex-gerente e que era usada para bancar despesas pessoais de Jesus. Com base em seu depoimento, o MPF rastreou pagamentos de R$ 2,3 milhões supostamente em benefício do ex-gerente da Transpetro e pediu a conversão da prisão temporária – por cinco dias prorrogáveis – em preventiva, por tempo indeterminado.






Compartilhe e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



Deixe sua opinião, é muito importante:


Uma página de Direita, tudo sobre Moro e Bolsonaro. Diga não ao PT, curta essa página e fique por dentro de tudo:


Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 3.214 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.









Notícias Relacionadas

  • Volte para capa e leia mais >>>>> Leia mais...

  • .Direto da Fonte, com Rosinaldo Pereira

    . Denúncia Política. -O lado oculto da política

    Em breve, podcasts de Jornal 21, click aqui e ouça :