Ministros do STF não devem ser indicados e sim concursados


Diante desta situação desastrosa, ministros do STF nunca deveria ser indicados e sim concursados como é feito para juízes em primeira instância

Todos os presidentes do brasil, tem um costume ou uma tática de aparelhamento para si, em indicar ministros para o STF (superior tribunal federal).

Quando isso acontece (as indicações dos supostos ministros para o STF) o presidente praticamente sente-se blindado, com os indicados que posteriormente um dia poderá julga-lo, por crimes, ou inocenta-los dos crimes praticados por o presidente que os indicou.




Diante desta situação desastrosa, ministros do STF nunca deveria ser indicados e sim concursados como é feito para juízes em primeira instância.

O partido dos trabalhadores PT, indicou sete (7) ministros que aguardam o HC de lula para livra-lo, dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex presidente foi condenado em primeira instância, confirmado em segunda com aumento de pena, mas pode ser livre pelo STF em breve.




As chances de um corrupto condenado por crimes de corrupção ser livre por juízes concursados, é praticamente zero. Aplicando as chances a juízes indicados para condenar quem os indicou,  dificilmente o condenará, no mundo do crime, isto chama-se  gratidão. Este é o grande motivo pelo qual juízes para o STF devem ser concursados e nunca indicados.


Post a Comment

todos os comentários é de inteira responsabilidade do leitor

Postagem Anterior Próxima Postagem