Nós tivemos um passado de grande impunidade, mas esse ciclo vicioso foi quebrado, Moro para o jornal The Washington Post

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

Nós tivemos um passado de grande impunidade, mas esse ciclo vicioso foi quebrado, Moro para o jornal The Washington Post



O juiz da Lava Jato, em contrapartida, pondera. “No entanto, existe a necessidade de haver reformas mais amplas para uma vitória definitiva”]




Em matéria publicada pelo jornal The Washington Post, neste sábado, 21, que retrata a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como um ‘ponto de virada’ para o Brasil, o juiz federal Sérgio Moro, entrevistado, ressaltou ser importante que ‘as pessoas sejam punidas de acordo com seus julgamentos’.
O petista cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão desde o dia 6 em sala especial na sede da Polícia Federal, em Curitiba, após sua condenação no caso triplex.

Sua prisão tem repercutido na imprensa internacional como um fato de alto impacto no processo eleitoral brasileiro, e também como resultado de medidas de combate à corrupção no País.
O juiz da Lava Jato, em contrapartida, pondera. “No entanto, existe a necessidade de haver reformas mais amplas para uma vitória definitiva”.
“Nós tivemos um passado de grande impunidade, mas esse ciclo vicioso foi quebrado”, afirmou.
O jornal norte-americano publicou reportagem os efeitos da Operação Lava Jato no país e na América Latina.




“Para muitos brasileiros, acostumados a ver pessoas ricas e poderosas se livrarem de casos de corrupção, a prisão do ex-presidente Lula parece como um ponto de virada. No entanto, levantou questões sobre se uma ampla investigação de corrupção que envolveu grande parte da classe dominante do País equivale a uma repressão momentânea ou se anuncia uma mudança sustentável na forma com a qual a América Latina governa e faz negócios”, expôs.
Especialistas ouvidos pelo The Washington Post pontuam que, para continuar adiante em sua cruzada contra a corrupção, o País precisa de ‘mudanças estruturais’.
O jornal ainda frisa que as investigações ultrapassaram as fronteiras brasileiras e chegaram a ser reproduzidas em países vizinhos.
Dados levantados pelo Washington Post, com base em estudos obtidos pela reportagem, revelaram que desde 2001, ações de combate à corrupção mais do que dobraram na América Latina desde 2001.



Continue lendo....