Uma página a serviço do Brasil:

Moro interrompe depoimento; “Aqui não é lugar para propaganda” com testemunha de Lula

Moro interrompe depoimento; “Aqui não é lugar para propaganda” com testemunha de Lula






“Aqui não é lugar para propaganda”, disse o juiz, pedindo para o diálogo não entrasse para os autos do processo



O escritor Fernando Morais e o juiz Sergio Moro trocaram farpas na manha desta segunda (11)
Chamado para depor como testemunha de Lula na ação penal que investiga o sítio de Atibaia, Morais, que escreve uma biografia do ex-presidente, disse que o acompanha desde 2010.

Afirmou ainda que, nesses oito anos, Lula sempre esteve disponível a todos os seus questionamentos.
E que numa viagem a Londres, ouviu de Bono, cantor do U2, que Lula é uma espécie de Nelson Mandela. Isso porque o ex-presidente, nas palavras de Bono, tem o poder de unir todas as raças.

Nesse momento, Morais foi interrompido por Moro.
“Aqui não é lugar para propaganda”, disse o juiz, pedindo para o diálogo não entrasse para os autos do processo.


A interrupção foi questionada pelo advogado de Lula, Cristiano Zanin:
“Mas é importante, porque faz parte da história do Lula”.
Em seguida, foi a vez de Fernando Morais rebater:
“Não faço propaganda, faço jornalismo dos meus biografados”.






Compartilhe e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



Deixe sua opinião, é muito importante:

Uma página de Direita, tudo sobre Moro e Bolsonaro:











Notícias Relacionadas

  • Volte para capa e leia mais >>>>> Leia mais...

  • .Direto da Fonte, com Rosinaldo Pereira

    .O lado oculto da política