Não deu! PF barra Assessor do Papa de ver Lula

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

Não deu! PF barra Assessor do Papa de ver Lula


Com a explicação de que não se tratava de um religioso, um padre consagrado, a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba impediu, na tarde de segunda-feira (11/06), que Juan Gabrois, que atua como assessor do Papa Francisco, coordenando os famosos Encontros Mundiais de Movimentos Sociais em Diálogo com o Papa, visitasse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ali recolhido desde 7 de abril.

A visita estava previamente agendada para esta segunda-feira, dia reservado à chamada “assistência religiosa”. Nela, Gabrois entregaria a Lula um rosário abençoado por Francisco, assim como as conclusões dos encontros do pontífice com representantes dos movimentos sociais, o último dos quais no final de 2016. Mas por não ser religioso, embora teólogo, o argentino não passou da porta do prédio. O impedimento foi mais noticiado do que seria a visita em si.


Ao deixar o prédio da Polícia Federal ele se queixou do impedimento da visita, questionando o conhecimento da “autoridade máxima” que lhe recebeu  na superintendência  - por ele não identificada – que recorreu a argumentos de natureza teológica – não ser um sacerdote consagrado - para impedir seu acesso a Lula . “Não sei se estes funcionários têm formação teológica, mas insisto que todos os batizados somos discípulos e missioneiros e temos funções religiosas a cumprir”, protestou junto aos jornalistas.






Continue lendo....