Neste site tem: "Black Friday"







Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos em direito de resposta dentro do horário reservado a Alckmin

Em: __Por: Rosinaldo Pereira

__ 9/13/2018




Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos em direito de resposta dentro do horário reservado a Alckmin




Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos em direito de resposta dentro do horário reservado a Alckmin





Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos em direito de resposta dentro do horário reservado a Alckmin registra G1

O ministro Luis Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu nesta quarta-feira (12) direito de resposta ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) na propaganda de rádio do adversário Geraldo Alckmin (PSDB).


Segundo a coligação de Bolsonaro, houve montagem da campanha do tucano ao reproduzir entrevista concedida por ele ao Jornal Nacional sobre a PEC das Domésticas.

Na propaganda, a campanha de Alckmin reproduz um trecho da resposta de Bolsonaro, no qual o candidato do PSL afirmou ter sido o único deputado a votar contra a proposta, que deu mais direitos a empregados domésticos.


A propaganda de Alckmin, porém, não mostra o restante da resposta, no qual Bolsonaro explica os motivos que o levaram a votar contra a PEC (leia a transcrição abaixo).

Para o ministro, a propaganda utilizou apenas um trecho da entrevista com o intuito de “apresentá-lo [Bolsonaro] como alguém contrário à classe das empregadas domésticas e aos pobres” e “ultrapassou a esfera da mera crítica política, espraiando-se em verdadeira divulgação de fato distorcido, perceptível de plano”.




Pela decisão, Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos para apresentar resposta, no período diurno, dentro do horário reservado a Alckmin. A data da veiculação não foi definida na decisão.




Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:


Seguir; Aliança pelo Brasil

Seguir no twitter;




Uma página 100% de DIREITA. Você pode e tem voz.



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"


O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a Imprensa livre sem dinheiro público, doando qualquer valor. Acesse:








ALIANÇA PELO BRASIL: "Este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz". Ajude o presidente, curta a Página


Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

Destaque do dia..

Em menos de 24 horas, redes sociais do novo partido de Bolsonaro se aproxima de 300 mil seguidores

Na noite da última terça-feira (12), o presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou sua saída do PSL após muitas divergências com ...

As mais lidas do dia