Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos em direito de resposta dentro do horário reservado a Alckmin

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos em direito de resposta dentro do horário reservado a Alckmin





Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos em direito de resposta dentro do horário reservado a Alckmin registra G1

O ministro Luis Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu nesta quarta-feira (12) direito de resposta ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) na propaganda de rádio do adversário Geraldo Alckmin (PSDB).


Segundo a coligação de Bolsonaro, houve montagem da campanha do tucano ao reproduzir entrevista concedida por ele ao Jornal Nacional sobre a PEC das Domésticas.

Na propaganda, a campanha de Alckmin reproduz um trecho da resposta de Bolsonaro, no qual o candidato do PSL afirmou ter sido o único deputado a votar contra a proposta, que deu mais direitos a empregados domésticos.


A propaganda de Alckmin, porém, não mostra o restante da resposta, no qual Bolsonaro explica os motivos que o levaram a votar contra a PEC (leia a transcrição abaixo).

Para o ministro, a propaganda utilizou apenas um trecho da entrevista com o intuito de “apresentá-lo [Bolsonaro] como alguém contrário à classe das empregadas domésticas e aos pobres” e “ultrapassou a esfera da mera crítica política, espraiando-se em verdadeira divulgação de fato distorcido, perceptível de plano”.




Pela decisão, Bolsonaro terá um minuto e catorze segundos para apresentar resposta, no período diurno, dentro do horário reservado a Alckmin. A data da veiculação não foi definida na decisão.


Deixe seu comentário

Continue lendo....