Não é culpa de Bolsonaro; segurança pública não é prioridade na Câmara 'que vergonha deputados'

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

Plataforma de Bolsonaro, segurança pública não é prioridade na Câmara





Principal plataforma da campanha de Jair Bolsonaro, a segurança pública não tem recebido tratamento prioritário da Câmara dos Deputados, registra O Globo.

“Desde 2003, apenas 112 dos 1.834 projetos propostos para lidar com o aumento da violência no país foram aprovados — pouco mais de 6% do total.




O total está abaixo da média geral de propostas bem sucedidas da Câmara, que foi de 21,95% (no período, 10.258 de 46.734 viraram leis).”

Os parlamentares aprovaram 20 acordos de cooperação jurídica, ações de controle de aeronaves, combate ao narcotráfico e tráfico de armas e cooperação de segurança pública com países de América Latina, Europa, África, Ásia e Oriente Médio, mas os acordos servem apenas como um primeiro passo diplomático.




“Um exame mais atento das leis permite perceber que elas possuem textos bastante semelhantes e não preveem ações concretas.”

Continue lendo....