Fora da agenda, Eunício Oliveira se reuniu com Marco Aurélio para pedir que votação no Senado seja secreta

Por; Rosinaldo Pereira /colunista




Eunício Oliveira se reuniu com Marco Aurélio para pedir que votação no Senado seja secreta



Eunício Oliveira, presidente do Senado, se reuniu fora da agenda com Marco Aurélio Mello nesta semana, apurou O Antagonista. O ministro é o relator do mandado de segurança impetrado pelo jurista Modesto Carvalhosa — a pedido do senador Lasier Martins — que reivindica votação aberta na eleição para a presidência da Casa.



Como registramos, a Advocacia do Senado já enviou um ofício ao ministro do STF se posicionando contrariamente ao pleito.

No encontro, Eunício — que está de saída do Senado após ter sido derrotado nas eleições de outubro — reforçou o pedido para que a votação seja secreta, o que pode favorecer seu correligionário Renan Calheiros (MDB), que se vende nos bastidores de Brasília como o “favorito” para voltar a comandar o Congresso.



Na ocasião, Marco Aurélio não demonstrou a boa vontade que Eunício — leia-se Renan — esperava. O ministro fez questão de recordar o episódio, em dezembro de 2016, em que Renan se recusou a receber o oficial de Justiça que foi até o Senado entregar a ele a liminar do próprio Marco Aurélio que afastava o alagoano da presidência da Casa pelo fato de ser réu e, portanto, não poder estar na linha de sucessão da Presidência da República.



Renan não só não recebeu o oficial de Justiça, como esbravejou contra o Judiciário, chamando o juiz original do caso de “juizeco”.

No plenário do STF, no dia seguinte, Marco Aurélio classificou de “inconcebível, intolerável e grotesca” a atitude de Renan, que “se acha o próprio Senado”, acrescentou ele à época.



Resta saber se o ministro dará a colher de chá que “o próprio Senado” quer.

Deixe seu comentário

Continue lendo....