Jogada de mestre de Bolsonaro pode derrubar ditador Nicolás Maduro






O Parlamento venezuelano, controlado pela oposição, declarou neste sábado (5) que que não reconhecerá um novo mandato do ditador sanguinário Nicolás Maduro.


"Reafirmamos a ilegitimidade de Nicolás Maduro [...]. A partir de 10 de janeiro estará usurpando a Presidência e, consequentemente, esta Assembleia Nacional é a única representação legítima do povo", disse o novo presidente do Legislativo, Juan Guaidó, após tomar posse do cargo.



O cerco se fechou após uma brilhante jogada do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que desconvidou a Venezuela para a cerimônia, assim como fez com Cuba e Nicarágua. 



A decisão de Bolsonaro encorajou a oposição na Venezuela a não reconhecer o novo mandato do ditador.  





Compartilhe e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



"A CORRUPÇÃO MATA NA FILA DO HOSPITAL"





Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.


As mais lidas do dia..