Vladimir Putin enviou cerca de 400 soldados russos que lutaram na Síria e na Ucrânia para proteger Maduro






Reportagem da agência Reuters informa que o governo de Vladimir Putin enviou cerca de 400 paramilitares para a Venezuela.



Eles pertencem ao grupo Wagner, uma empresa de segurança privada formada principalmente por ex-soldados russos que lutaram na Síria e na Ucrânia. 


O objetivo é proteger o ditador Nicolás Maduro, aliado da Rússia.

E mais; Trump peita o Ditador e determina que sua equipe diplomática não deixe a Venezuela "Maduro terá o que merece" 






Compartilhe e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



"A CORRUPÇÃO MATA NA FILA DO HOSPITAL"





Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.


As mais lidas do dia..