Brasil reforçar presença militar na região

Por; Rosinaldo Pereira /colunista


A Força Nacional de Segurança Pública brasileira reforçou o cordão de segurança na fronteira com a Venezuela para aliviar as tensões em meio aos conflitos recentes.

Segundo um correspondente da Sputnik, um grupo de ativistas que apoiam a oposição venezuelana no Brasil atacou o posto de controle da fronteira localizado nas proximidades da cidade de Pacaraima, ao norte de Roraima. O ato resultou na queima de um veículo da Guarda Nacional venezuelana.



Além disso, os opositores lançaram bastões e pedras contra os soldados venezuelanos, que responderam com gás lacrimogênio.

Algumas granadas de gás caíram próximas da fronteira brasileira, que em resposta decidiu reforçar a segurança na região fronteiriça com o posicionamento de soldados brasileiros a uma distância de 100 metros da fronteira.



A Força Nacional de Segurança Pública brasileira reforçou o cordão de segurança na fronteira com a Venezuela para aliviar as tensões em meio aos conflitos recentes.

Segundo um correspondente da Sputnik, um grupo de ativistas que apoiam a oposição venezuelana no Brasil atacou o posto de controle da fronteira localizado nas proximidades da cidade de Pacaraima, ao norte de Roraima. O ato resultou na queima de um veículo da Guarda Nacional venezuelana.



Além disso, os opositores lançaram bastões e pedras contra os soldados venezuelanos, que responderam com gás lacrimogênio.

Algumas granadas de gás caíram próximas da fronteira brasileira, que em resposta decidiu reforçar a segurança na região fronteiriça com o posicionamento de soldados brasileiros a uma distância de 100 metros da fronteira.


Continue lendo....