Delegado da PF peita lula e o repreende em velório, “O senhor sabe que não devia ter feito isso”

Por; Rosinaldo Pereira /colunista


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conseguiu conter a sua vontade imensurável de fazer política, conforme havia se comprometido antes de ser liberado para comparecer ao velório do neto.
Segundo o Estadão, diante do corpo do garoto, Lula disse o seguinte:



“Eu tenho um compromisso com você, Arthur, eu vou provar a minha inocência e quando eu for para o céu, eu vou levando o meu diploma de inocente”.

E disse ainda: “Vou provar quem é ladrão neste país e quem não é”.


Não satisfeito, fez uma clara referência ao ex-juiz Sérgio Moro e a juíza Gabriela Hardt, que o condenaram:

"Quem me condenou não pode olhar nos olhos dos netos como eu olhava para você."
Na sequência, Lula deixou o cemitério acenando para os apoiadores.



O delegado da PF o repreendeu: “O senhor sabe que não devia ter feito isso”.
Lula ainda retrucou: "O senhor sabe que eu devia".


Continue lendo....