Publicidade
“Gilmar Mendes se vale do cargo para se vingar dos procuradores”




A Folha de S. Paulo perguntou à ex-procuradora Ana Lúcia Amaral se a Lava Jato “forçou a barra” para manter o processo de Lula em Curitiba.

Ela respondeu:

“Eu acho que ali foi no sentido contrário. Havia forçação de barra para tirar de Curitiba, para não ter os resultados que obtivemos.

Acho que foi normal o procurador Deltan Dallagnol narrar a conversa que teve com o ministro Luiz Fux. Ele achava que tinha que manter a Lava Jato em Curitiba. O procurador da República conversou com esse ministro, e disse o que estava acontecendo.”


Sobre os ataques de Gilmar Mendes a Sergio Moro e a Deltan Dallagnol, ela disse:

“Para mim, são histórias passadas, mal resolvidas e que ele se vale do cargo, agora, para descarregar alguma coisa em cima dos procuradores e do juiz.

Quando a Lava Jato parecia apenas pegar o PT, o ministro tinha uma atitude diferente. Acho que é mau humor, má vontade, coisas pessoais. Agora, ele se vale do cargo para revanche ou vingança.”

Anúncio



AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do JORNAL 21 BRASIL doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Naõ confie no Facebook. Compartilhe e alcance mais pessoas;



Anúncio
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Seja o primeiro a saber, click e participe do grupo, receba a próxima notícia no seu celular;




Anúncio Anúncio
--------------------------------------