Uma página a serviço do Brasil:

“Gilmar Mendes se vale do cargo para se vingar dos procuradores”



A Folha de S. Paulo perguntou à ex-procuradora Ana Lúcia Amaral se a Lava Jato “forçou a barra” para manter o processo de Lula em Curitiba.

Ela respondeu:

“Eu acho que ali foi no sentido contrário. Havia forçação de barra para tirar de Curitiba, para não ter os resultados que obtivemos.

Acho que foi normal o procurador Deltan Dallagnol narrar a conversa que teve com o ministro Luiz Fux. Ele achava que tinha que manter a Lava Jato em Curitiba. O procurador da República conversou com esse ministro, e disse o que estava acontecendo.”


Sobre os ataques de Gilmar Mendes a Sergio Moro e a Deltan Dallagnol, ela disse:

“Para mim, são histórias passadas, mal resolvidas e que ele se vale do cargo, agora, para descarregar alguma coisa em cima dos procuradores e do juiz.

Quando a Lava Jato parecia apenas pegar o PT, o ministro tinha uma atitude diferente. Acho que é mau humor, má vontade, coisas pessoais. Agora, ele se vale do cargo para revanche ou vingança.”


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



Deixe sua opinião, é muito importante:

Uma página de Direita, tudo sobre Moro e Bolsonaro:











Notícias Relacionadas

  • Volte para capa e leia mais >>>>> Leia mais...

  • .Direto da Fonte, com Rosinaldo Pereira

    .O lado oculto da política