Uma página a serviço do Brasil:

O PT morreu, não aprova mais nada na Câmara, enquanto Bolsonaro cada dia mais forte




Decididamente, o PT não tem mais força e muito menos influência sobre outros partidos de oposição na Câmara dos Deputados. Isso ficou claro nesta sexta, 12, no balanço final da votação de destaques no texto-base da reforma da Previdência Social.


O partido tentou emplacar três mudanças, mas não obteve sucesso. O plenário, formado em sua ampla maioria por aliados do Palácio do Planalto, rejeitou as iniciativas, com larga margem de votos.

1. Conseguiu apenas 156 votos favoráveis, contra 328, em destaque que pretendia manter o pagamento de pensões integrais em todos os casos, sem a aplicação das cotas por dependentes.


2. A segunda derrota foi na tentativa, também frustrada, de manter a regra de cálculo atual do valor da aposentadoria. A ideia foi rejeita por 346 votos a 131.

3. Finalmente, o terceiro destaque, que visava retirar da Proposta de Emenda à Constituição da Nova Previdência as novas regras de cálculo das pensões de servidores e trabalhadores privados, recebeu apenas 129 votos favoráveis e 340 contrários.


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



Deixe sua opinião, é muito importante:

Uma página de Direita, tudo sobre Moro e Bolsonaro:











Notícias Relacionadas

  • Volte para capa e leia mais >>>>> Leia mais...

  • .Direto da Fonte, com Rosinaldo Pereira

    .O lado oculto da política