Anúncio
100% digtal
Publicidade

Anúncio

DESTAQUE DA SEMANA

DORIA NÃO FALOU PARA O POVO QUE FALTA INSUMOS NA CHINA; COMEÇOU O ALVOROÇO, PALANQUE ELEITORAL

  Está faltando a verdade...  A Covishield, versão indiana do imunizante da AstraZeneca, não chegou e o lote do Butantan é limitado. Faltam ...

Talvez você tenha perdido

Continuar depois da publicidade

Os pagantes aos hackers para invadir o celular de Moro e Deltan




Falta pouco!

A Polícia Federal diz, nos bastidores, não ter dúvidas de que os quatro suspeitos presos nesta terça-feira foram os responsáveis por acessar mensagens do procurador Deltan Dallagnol e por tentar invadir os telefones do ministro da Justiça, Sergio Moro, e de outras autoridades ligadas à Operação Lava Jato. 



Agora os investigadores segundo a Crusoé, se concentram na apuração, o que levou o grupo a invadir os aparelhos do Ministro da Justiça, Sergio Moro e o procurador responsável pela lava jato, Deltan Dallagnol, e quem pagou pelo trabalho e se tem mais envolvidos. 

Na verdade, a Polícia Federal desconfia do dono do Site Pirata The Intercept, o senhor Glenn Greenwald.



Já o procurador Vladimir Aras, candidato à PGR, quer saber quem pagou hackers para roubar as mensagens da Lava Jato. 


Segundo o Estadão, ele disse: “O indivíduo que capturou e forneceu os dados é um assaltante eletrônico. Fico a imaginar quem contratou um hacker para isso.”


Porém, o diretor-geral de Polícia Federal, Maurício Valeixo, afirmou nesta terça-feira, 23, ao Supremo Tribunal Federal que não há inquérito policial instaurado para apurar a conduta do jornalista Glenn Greenwald. A manifestação foi feita na ação em que a Rede pede que a Suprema Corte declare inconstitucional a abertura de investigações contra o profissional, que é fundador e editor do site The Intercept Brasil.

 Continue conosco e seja atualizado em tempo real, "Jornal 21 Brasil" o Jornal do Brasil.