Um atirador de elite do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro pôs fim ao sequestro de uma ônibus na Ponte Rio-Niterói na manhã desta terça-feira (20). Nenhum dos 37 reféns que estavam no coletivo ficaram feridos.

Enquanto comemorava o tiro certeiro, o PM foi aplaudido por populares que se encontravam nas proximidades do fato. Por volta de 9h, foram ouvidos ao menos seis disparos, quando um atirador de elite, que estava camuflado em um caminhão de bombeiros atirou no sequestrador quando esse desceu do ônibus.





A equipe médica do Hospital Souza Aguiar, informou que o sequestrador morreu após uma parada cardíaca.

Pelo Twitter, a policia militar informou que a ocorrência foi encerrada sem vítimas entre os reféns. “O tomador de refém foi neutralizado por um atirador de precisão do #Bope [Batalhão de Operações Policiais Especiais] e todos os reféns foram libertados ilesos” postou a corporação.





Desde a seis da manhã as pessoas que estavam no ônibus da Empresa Galo Branco, Linha 2520, estavam sendo ameaçadas pelo homem, que ao entrar no veículo armado, se apresentou como se fosse um policial militar, o que era mentira, e obrigou o motorista a atravessar o veículo na pista.




 




Post a Comment

todos os comentários é de inteira responsabilidade do leitor

Postagem Anterior Próxima Postagem