destaque!

Câmara esvazia pacote anticrime de Moro

O grupo de trabalho da Câmara que analisa o pacote anticrime rejeitou hoje várias medidas importantes propostas por Sergio Moro p...





Macron, presidente da França disse que a Amazônia é dele, "O governo Bolsonaro responde, aqui quem manda somos nós"




Uma página de Direita

Por; Rosinaldo Pereira





Em coletiva antes da reunião de cúpula do G7, o presidente da França, Emmanuel Macron, pediu neste sábado a “mobilização de todas as potências” para ajudar o Brasil no combate aos incêndios na Amazônia.

“A Amazônia é nosso bem comum. Estamos todos envolvidos, e a França está provavelmente mais do que outros que estarão nessa mesa, porque nós somos amazonenses. A Guiana Francesa está na Amazônia”, afirmou.






“Vamos lançar uma mobilização de todas as potências que estão aqui, em parceria com os países da Amazônia, para investir na luta contra os incêndios que estão em curso e ajudar o Brasil e todos os outros países que são atingidos. Depois, investir no reflorestamento e permitir aos povos autóctones, às ONGs, aos habitantes desenvolverem atividades preservando a floresta, que nós precisamos.”

Em sua entrevista ao Estadão, Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, afirmou que cabe ao Brasil escolher o modelo de preservação da Amazônia.






A Amazônia não é pulmão do mundo. Isso já foi dito e reconhecido. A Amazônia tem o seu ciclo fechado. Ela emite o que ela mesma consome. Agora, ela tem um papel importante de regulação hidrológica, das chuvas, a história dos ‘rios voadores’ que irrigam a agricultura no resto do Brasil. Tudo isso é verdade. Então, ela tem uma função importante para a questão climática aqui no Brasil. Ela é um patrimônio brasileiro. Essa história de que pertence à humanidade é uma bobagem. Nós temos soberania sobre a Amazônia". 



Seguir no twitter;



Deixe sua opinião

Uma página de direita













Bombando na WEB