Neste site tem: "Black Friday"







RN governado pelo PT, tem dívida milionária, pode chegar a 290 milhões de reais, e perder repasses do governo federal por inadimplência

Em: __Por: Rosinaldo Pereira

__ 8/24/2019




RN governado pelo PT, tem dívida milionária, pode chegar a 290 milhões de reais, e perder repasses do governo federal por inadimplência







O Rio Grande do Norte já deixou de pagar este ano 83 milhões de reais de parcelas de empréstimos que deve a quatro bancos. Mas até o fim do ano, o montante pode chegar a 290 milhões de reais, registra a Crusoé. 






O governo de Fátima Bezerra, PT, não paga aos bancos para manter os salários dos servidores e manter os repasses constitucionais obrigatórios do Estado. 






Se o governo do PT, no RN, continuar até o fim do ano desgovernado ou mal governado, o estado do RN, não receberá os repasses de fundo de participação dos Estados. A Procuradoria Geral do estado pediu ao STF que não permita a inclusão do estado no cadastro de inadimplência. 



Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:


Seguir; Aliança pelo Brasil

Seguir no twitter;




Uma página 100% de DIREITA. Você pode e tem voz.



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"


"JORNAL 21 BRASIL" pode ter seu fim decretado por falta de recursos. O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a Imprensa livre sem dinheiro público, doando qualquer valor. Acesse:






ALIANÇA PELO BRASIL: "Este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz". Ajude o presidente, curta a Página


Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

Destaque do dia..

O STF, envergonha a nação brasileira “O abuso sistemático de Dias Toffoli está destruindo o STF"

O Supremo Tribunal Federal, "STF",  já não parece mais um Tribunal Superior, mas sim, um tribunal de ditador, onde as regras ...

As mais lidas do dia