Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Pai do procurador indicado por Bolsonaro confirma que Augusto Arias quer acabar com a Lava Jato




Cresce a confirmação de que o candidato de Bolsonaro à PGR é inimigo de Moro, Dallagnol e Lava Jato.

Aggusto Aras quer destruir Dallagnol e Moro. Seu discurso oblíquo, aparentemente legalista, é retórica lulopetista disfarçada.






O pai do indicado por Bolsonaro para a PGR, Roque Aras, que foi deputado federal pelo MDB, Partido que presidiu na Bahia durante o regime militar e duas vezes, depois, candidato pelo PT, disse esta tarde para a Folha de S. Paulo que são corretas as críticas que o filho fez à atuação da força-tarefa da Lava Jato. Em entrevista, Augusto Aras afirmou que apoia a Lava Jato "como política de Estado", mas criticou o seu personalismo. A entrevista foi distribuída pela Folhapress e publicada há pouco em sites como os do jornal Zero Hora.






Na prática, trata-se de um ataque oblíquo, mas decisivo, à Lava Jato:

- Os fatos demonstraram que Augusto tinha razão. A Lava Jato teve uma função muito importante na politica do país, mas cometeu excessos. A força-tarefa deve retomar o caminho exclusivamente da lei.






A declaração deixa subentendido que Sérgio Moro e Dallagnol agiram fora da lei, fazendo coro com a campanha de assassinato de reputação levada a cabo pelo lulopetismo, reverberado pelo site sujo The Intercept, o que só favorece os ladrões do dinheiro público que participaram da organização criminosa lulopetista desbaratada pela Lava Jato e cujos desdobramentos poderão ser bloqueados por Augusto Aras na PGR.

O QUE HÁ DE NOVO