.

Atenção:



A casa está de fato caindo.

O perfeito trabalho da PF descobre milhões na conta de Chiclete, o parceiro do hacker, registra a Crusoé. 

A Polícia Federal se surpreendeu com as cifras da quebra de sigilo bancário do programador Thiago Eliezer Santos, o Chiclete, revelado por

Crusoé como o mentor do hacker Walter Delgatti Neto, responsável pelas invasões das contas de Telegram de centenas de autoridades, entre elas o coordenador da Lava Jato em Curitiba Deltan Dallagnol.

A PF rastreou na deepweb, o mundo escuro da internet, onde os criminosos costumam operar. Nesta sexta feira, 20, o programador que foi a referencia para o Vermelho, prestou depoimento cerca de três horas aos investigadores. 

A PF suspeita que uma das transações recentes de Chiclete, "a suposta venda de uma Land Rover" para Vermelho, tenha sido uma forma de lavar dinheiro que o hacker de Araraquara obtinha por meio de compras e vendas de moedas virtuais. 


Postagem Anterior Próxima Postagem