3 x 2 – Rosa Weber vota contra prisão em segunda instância


Publicidade




Rosa Weber votou contra a prisão em segunda instância e praticamente selou o resultado do julgamento — além dela, ainda devem seguir o voto de Marco Aurélio os ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Dias Toffoli.

As ações em análise pedem a volta da execução da pena após o trânsito em julgado, mas Toffoli, o último a votar, ainda poderá propor a prisão após a condenação pelo Superior Tribunal de Justiça, que funciona como a terceira instância.

Até agora, votaram a favor da segunda instância Alexandre de Moraes, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso. Devem acompanhá-los apenas Luiz Fux e Cármen Lúcia.

Publicidade

Anúncio