Publicidade
A esquerda caiu na armadilha de Sergio Moro "Ele sabia que o pacote anticrime seria barrado pela esquerda"



Publicidade
--- ---




A esquerda caiu na armadilha de Sergio Moro, que aprendeu muito rápido como se joga na política 





"Sergio Moro sabia que o pacote anticrime seria barrado pela esquerda"


Desde quando o então Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, aceitou o convite do Presidente Jair Bolsonaro para assumir a pasta que está sob sua responsabilidade, que lideranças da esquerda tentam pegar no seu pé, mas nunca conseguem. 

A última notícia que envolve o Ministro Sergio Moro, foi exatamente vindo da esquerda.  Após ação movida pelo deputado federal Marcelo Freixo (PSOL/RJ, esquerda), o Tribunal de Contas da União determinou a suspensão das peças de publicidade sobre o Pacote Anticrime. 


O Ministro Sergio Moro já tinha consciência que o seu projeto “pacote anticrime” seria barrado pelo Tribunal, faltava apenas o gatilho ser acionado. O Presidente Jair Bolsonaro em concordância com Sergio Moro acionaram o gatilho do “pacote anticrime”.  -Moro fez o apelo ao participar no Palácio do Planalto, do lançamento da campanha publicitária de defesa do pacote.  A cerimônia contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e entre outros.


A esquerda caiu na armadilha de Sergio Moro

A esquerda caiu na armadilha de Sergio Moro, quando o deputado Marcelo Freixo moveu uma ação no Tribunal de Contas da União pedindo a suspensão de publicidade sobre o Pacote Anticrime, que já tem a cara de Sergio Moro. -A sociedade reagiu negativamente a esquerda. -Vídeos do “pacote anticrime” bombardearam nas redes sociais. Comentários de incentivo e apoio ao Ministro que luta incansavelmente chamou a atenção até de lideranças da esquerda. Sergio Moro está de bem com a sociedade. A armadilha de Sergio Moro funcionou mais uma vez. 


Moro, disse que lamenta, mas respeita a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de suspender campanhas publicitárias do governo federal em favor do COMBATE AO CRIME, apresentadas pelo ministro ao Congresso e voltadas para redução da violência e da corrupção.


"Lamento a decisão, mas evidentemente respeitamos", disse. "O governo está analisando a possibilidade de eventualmente tomar alguma medida ou entrar com algum recurso. Campanhas publicitárias foram feitas no passado. Mas isso cabe à Advocacia Geral da União e não ao Ministério da Justiça", 
acrescentou.

-Então, fica muito claro que a esquerda é a favor do crime. 






Anúncio



AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do JORNAL 21 BRASIL doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:



Basta clicar e se inscrever no canal, é simplis!

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Naõ confie no Facebook. Compartilhe e alcance mais pessoas;



Anúncio
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Seja o primeiro a saber, click e participe do grupo, receba a próxima notícia no seu celular;




Anúncio Anúncio --------------------------------------



Anúncio Anúncio