Publicidade
Sem querer Gilmar, confessa na Globo que é bandido da história, "ficamos como os bandidos da história”


 "ficamos como os bandidos da história”





O contexto utilizado pelo ministro Gilmar Mendes é errado, mas a conclusão é correta.
Disse Gilmar Mendes em entrevista para o apresentador Pedro Bial:
“Houve um lavajatismo militante da mídia. E ficamos como os bandidos da história”.
 Não é verdade a primeira parte. Pelo contrário, a grande mídia conspira diuturnamente contra a Lava Jato.
Não fosse assim, a delação bombástica de Antonio Palocci estaria sendo divulgada exaustivamente. E o insignificante Glenn não teria obtido um espaço incomensurável para divulgar suas leviandades baseadas em mensagens roubadas.
Porém, a segunda parte da frase do ministro é absolutamente verdadeira: “E ficamos como os bandidos da história”.


De fato, eles ficaram como os “bandidos da história”.
E isso só irá se acentuar caso prossigam nesta cruzada visando anular processos para beneficiar o meliante preso em Curitiba.
E mais: A reação popular diante do eventual desmonte da Lava Jato e soltura generalizada da bandidagem é imprevisível.
O povo brasileiro apoia a Operação Lava Jato. Este é o ponto.

Anúncio



AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do JORNAL 21 BRASIL doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Naõ confie no Facebook. Compartilhe e alcance mais pessoas;



Anúncio
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Seja o primeiro a saber, click e participe do grupo, receba a próxima notícia no seu celular;




Anúncio Anúncio
--------------------------------------