.







O Supremo Tribunal Federal (STF) poderá impor uma nova derrota à operação Lava Jato com o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O recurso pede a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro por supostamente agir com parcialidade ao condenar Lula no caso do triplex no Guarujá e depois entrar para a equipe do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Caso a sentença seja anulada, o petista ficará apto a disputar eleições. Lula deixou a prisão na última sexta-feira (08), após a Suprema Corte decidir derrubar a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. A Segunda Turma do Supremo deve retomar a discussão do caso até dezembro.

A avaliação de integrantes do STF é de que o grupo mais alinhado à Lava Jato no tribunal, composto por Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármen Lúcia, está enfraquecido após a soltura de Lula.

-O TRF-4 julgou nesta quarta-feira um caso envolvendo uma sentença condenatória proferida pela juíza Gabriela Hardt e decidiu anular a decisão por considerar que a magistrada copiou e reproduziu como seus argumentos de terceiros, no caso o MPF, ao condenar investigados ligados a uma entidade, o Instituto Confiance.

Embora não se trate de uma investigação da Lava-Jato, a decisão do TRF-4 tem potencial para abrir um rombo no casco da operação.

Deixe sua opinião

todos os comentários é de inteira responsabilidade do leitor

Postagem Anterior Próxima Postagem