foguete cai perto de base militar que recebe tropas dos EUA 09/01/ - JORNAL 21 BRASIL
Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade

DESTAQUE DA SEMANA

BOLSONARO PERDE PACIENCIA E VAI COM TUDO PRA CIMA DE FACHIN "STF CRÉU" DIREITO MEU PÔ!

O presidente Jair Bolsonaro em sua live semanal perdeu a paciência com um ministro do (STF) Supremo Tribunal Federal, que de forma monocráti...

foguete cai perto de base militar que recebe tropas dos EUA 09/01/




Um foguete atingiu nesta quinta-feira (9), sem deixar vítimas, os arredores de uma base aérea do Iraque na província de Saladino, na região central do país, local que recebe militares dos Estados Unidos em missão no Oriente Médio.

O porta-voz da polícia de Saladino, coronel Mohamed Khalil Albazi, confirmou que o míssil atingiu a região de Fadlan, próxima a base militar de Al Balad. Até o momento, não se sabe quem foi o responsável pelo lançamento do projétil.



Instalada no norte de Badgá, Al Balad é uma das maiores bases aéreas do Iraque. Estão no local caças F-16 que o governo do país comprou dos Estados Unidos. Tropas americanas também trabalham no local em operações contra o terrorismo na região.


Este foi o segundo ataque com mísseis contra a base nos últimos dias. Dois foguetes caíram no sul da instalação militar no sábado, atingindo um depósito de armas do Exército do Iraque. Os danos foram limitados e não houve vítimas.



Desde a morte do general iraniano Qasem Soleimani e de um dos líderes das Forças de Mobilização Popular (PMF, na sigla em inglês) em um ataque dos Estados Unidos em Badgá, a capital tem sido alvo de foguetes lançados por grupos ainda não identificados pelas forças de segurança do país.

Os foguetes atingiram a chamada "zona verde" de Bagdá, uma área onde estão as embaixadas de vários países, entre elas a dos Estados Unidos.

Leia mais; Avião ucraniano que caiu no Irã foi atingido por sistema antiaéreo de mísseis, dizem oficiais



O jornal The New York Times acaba de publicar um vídeo que mostra o avião ucraniano sendo atingido por um míssil no Irã.


O jornal diz que atestou a autenticidade do vídeo.



O Irã respondeu à morte de Soleimani com o lançamento de mísseis contra duas bases americanas que abrigam tropas americanas no oeste e no norte do Iraque.