Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Guarulhos não terá Pedágio - Afirma Bolsonaro




O presidente Jair Messias Bolsonaro, publicou na data de hoje (21), por meio de sua conta no Twitter, que não procede a informação de que seriam criadas, na Rodovia Presidente Dutra (Via Dutra), uma praça de pedágio na cidade de Guarulhos - SP, e outra na região de Barra Mansa - RJ.

Ainda pelas redes sociais, o presidente disse que no momento da renovação da concessão da Rodovia, que vence em 2021, o governo vai propor a diminuição do valor do pedágio nas praças já existentes, e não permitirá a construção de novas praças de pedágio.

Porem, apesar de excelente notícia, ela acabou desagradando a turma do "quanto pior, melhor", pois alguns políticos aproveitadores na região, ligados aos partidos opositores, já estavam fomentando fake news nas redes sociais, e desinformando a população a respeito do funcionamento de agencias reguladoras. Demagogos e desonestos intelectualmente, estes servidores públicos, eleitos para representar a população, estavam fazendo politicagem, e agora, depois da manifestação de Bolsonaro, estão enfurecidos, pois esse palanque político não durou 48 horas, e agora estão perdidos sem saber o que falar para seus eleitores!

O Jornal 21 Brasil, só tem a agradecer ao presidente, pois o integrante deste que vos escreve é morador da região que o presidente interviu, e estava vendo pessoalmente as formas sórdidas que alguns políticos agem para atrapalhar o desenvolvimento das pessoas e principalmente, para atrapalhar a imagem do presidente Bolsonaro na região.

Abaixo twitter do presidente:


De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a concessão da Nova Dutra (BR-116/465/101) deve ser o ativo que mais vai despertar o interesse dos investidores dentre os leilões rodovias, aeroportos, ferrovias e portos previstos para 2020.

A Via Dutra é administrada pela empresa CCR desde 1996. O contrato vence em março de 2021, mas a intenção do governo é realizar o certame no final do segundo semestre de 2020. O trecho a ser leiloado liga as duas maiores regiões metropolitanas do país (Rio de Janeiro e São Paulo), passando por 34 cidades.

Pelo cronograma, as informações sobre o leilão estão em consulta pública a cargo da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). As contribuições serão recebidas até fevereiro de 2020.



O QUE HÁ DE NOVO