Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Irã admite ter derrubado avião da Ucrânia "Queriam matar militares dos EUA e acabaram matando seus irmãos"



Queriam matar militares dos EUA e acabaram matando civis iranianos


O Estado-Maior das Forças Armadas do Irã admitiu ter derrubado por engano o avião de passageiros da Ucrânia logo após ele decolar de Teerã na última quarta-feira (8).

A informação foi divulgada pela emissora estatal iraniana Press TV e reproduzida pela rede CNN.

Segundo o relatório dos militares iranianos, houve “erro humano” na operação. A queda do Boeing 737-800 que voava para Kiev matou seus 176 ocupantes —entre os quais 82 iranianos e 63 canadenses.

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, escreveu no Twitter: “investigação interna das Forças Armadas concluiu que infelizmente mísseis disparados por erro humano causaram a horrível queda do avião ucraniano e a morte de 176 pessoas inocentes. Investigações continuam para identificar e processar [os responsáveis por] esta grande tragédia e imperdoável erro”.

Opinião; Tradicionalmente, a Ucrânia tem se alinhado politicamente aos Estados Unidos e, consequentemente, em contraponto com a Rússia.
"Desde o fim da Guerra Fria, a Ucrânia entra um pouco na lógica dos países da antiga União Soviética e do leste europeu, que identificaram nos Estados Unidos uma espécie de libertador da opressão soviética". A Rússia, por sua vez, tem relações fortes com o Irã e com a Síria. "A Rússia tem posições e interesses muito grandes [na região do Oriente Médio], sobretudo com a Síria e com o Irã, em uma relação que já é bastante histórica. Naturalmente, tentando fazer um contraponto às posições norte-americanas"

E mais; Comandante iraniano assume responsabilidade por derrubar avião

 Rússia diz que Irã foi provocado pelos EUA, Ucrânia quer ‘admissão total de culpa’ do Irã por queda de avião





Foguetes russos nas mãos de loucos vai dar sempre nisso.



Assista; 

O QUE HÁ DE NOVO