Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Albert Einstein afasta Nise Yamaguchi Por defender Cloroquina




A imunologista Nise Yamaguchi, uma médica que é ferrenha defensora da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes que lutam contra a Covid-19, em entrevista concedida ao jornalista Roberto Cabrini, do SBT, contou que foi afastado do hospital Albert Einstein, onde prestava serviços até então. A profissional na área da saúde afirmou que foi contactada através de uma ligação telefônica do diretor clínico do local, que crê que o apoio da médica ao fármaco “denigre a instituição”.

O programa foi ao ar na última sexta-feira (10), e nele, ela contou:
"Recebi uma ligação hoje (sexta) do diretor clínico do hospital de que, a partir deste momento, não poderia estar mais atendendo pacientes. Não falo pelo hospital. Estou lá pelos pacientes. Faço a defesa da hidroxicloroquina porque tenho a certeza que ela cura os pacientes nas etapas iniciais"
Nise, no entanto, afirma possuir a garantia que a maioria dos profissionais na área de saúde defendem a utilização do remédio no tratamento da doença. Na última quinta-feira (09), ela foi entrevista por uma equipe jornalística da CNN Brasil, onde, ao vivo, rebateu a argumentação da apresentadora Daniela Lima, que havia dito a respeito de uma possível “pregação” da utilização do medicamento no enfrentamento ao novo vírus que vem causando grande impacto na economia e na saúde do planeta.

Por ser apoiadora do medicamento, Nise foi um dos nomes cogitados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, para substituir o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Na época, entretanto, o Chefe de Estado preferiu o nome de Nelson Teich, à quem deixou o cargo poucos dias após assumir.

O QUE HÁ DE NOVO