Publicidade
Barroso disse que o terrorista Battisti não praticou crime nenhum e nem houve terrorismo (vídeo)







O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Roberto Barroso, já advogou para terrorista criminoso. -Na época, Barroso disse que o terrorista Battisti não praticou crime nenhum.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse em um programa da TV Democracia, disponibilizado na quinta-feira 20 no Youtube, ter se arrependido de conceder asilo político ao terrorista italiano Cesare Battisti, no último dia de seu mandato em 2010.

Nos anos 1970, Battisti integrou grupos de luta armada de extrema esquerda na Itália, que cometeram diversos assassinatos. Ele foi condenado à prisão perpétua pela Justiça italiana nos anos 1980 por quatro homicídios.

O terrorista fugiu da Itália em 1981, passando as próximas décadas foragido no México e na França. Battisti chegou ao Brasil em 2004. Cinco anos depois, conseguiu o status de asilado político, que acabou cassado pelo Supremo Tribunal Federal. Mas a corte deixou para o presidente a última palavra sobre o caso.

Segundo Lula, líderes da esquerda brasileira estavam convencidos da inocência de Battisti, mas ele enganou “muita gente no Brasil”. “Não sei se enganou muita gente na França, mas na verdade muita gente achava que ele era inocente. Nós cometemos esse erro, pediremos desculpas”, disse.

De acordo com o condenado lula, o terrorista deve ter enganado também o ministro Luiz Barroso.

Seria melhor que os Ministros do STF se expressassem somente nos autos, como manda a liturgia do cargo.

Confira; 

AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do DENÚNCIA POLÍTICA doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Anúncio

----

Anúncio




Anúncio