Publicidade
Contrariando Bolsonaro, Mourão quer China e Rússia na Amazônia








As vezes nem sempre o que pensamos sobre alguém é o que parece ser. 

Não é fake news. 

O vice-presidente Hamilton Mourão, afirmou nesta segunda-feira (31), que o Brasil precisa atrair investimentos dos países dos Brics, especialmente China, Rússia e Índia, para desenvolver a bioeconomia na Amazônia, disse em um fórum sobre o tema organizado pela BandNews TV.

Mourão defendeu que não é suficiente apenas combater o desmatamento e outros crimes na região, mas que a Amazônia precisa ter um novo modelo de desenvolvimento, baseado em pesquisa, e que pode ser o novo pólo da bioeconomia no mundo, mas para isso precisa de investimentos.


“A grande questão é atrairmos nossos parceiros dos Brics, que têm recursos, para investirmos na Amazônia. É importante que a gente atraia o capital chinês, russo, indiano e até sul-africano para esse investimento”, defendeu Mourão, em forúm organizado pela BandNews TV, que, em 2019, assinou um acordo de cooperação com o China Media Group.

O vice-presidente, que coordena também o Conselho Nacional da Amazônia Legal, afirmou ainda que o Brasil está comprometido com a sustentabilidade “porque é um país sustentável”. “Não somos um país predador”, afirmou.

Parece que será muito mais fácil para a China comunista tomar parte da Amazônia do que eu pensava. 

O presidente Jair Bolsonaro é contra a ideia de Hamilton Mourão.

Acorda Brasil!!!

AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do DENÚNCIA POLÍTICA doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Anúncio

----

Anúncio




Anúncio