Publicidade
MPF DENUNCIA WITZEL, MULHER E MAIS DEZ POR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA




 



O Ministério Público Federal ofereceu ao STJ nova denúncia contra o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, por organização criminosa.


De acordo com a sub-PGR Lindôra Araújo, que assina a peça, o grupo de Witzel atuou nos mesmos moldes das organizações criminosas que envolveram os últimos dois ex-governadores, Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão.

A organização do governador afastado, sempre segundo o MPF, dividiu suas tarefas em quatro núcleos básicos (econômico, administrativo, financeiro-operacional e político), e seus integrantes receberam vantagens indevidas por contratos na área da saúde e em outros setores.


Foram denunciados, além de Witzel –descrito por Lindôra como chefe da organização criminosa–, sua mulher, Helena, e outras nove pessoas, incluindo Pastor Everaldo, o ex-secretário de Saúde Edmar Santos e o ex-secretário de Desenvolvimento Lucas Tristão, apontado como “braço direito” do governador afastado.

AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do DENÚNCIA POLÍTICA doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Anúncio

----

Anúncio




Anúncio