Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Bolsonaro derrota oposição na Câmara, conta de luz deve diminuir





Por 351 votos a favor e 101, a Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (1) o texto-base do novo marco legal do gás. O projeto tem como objetivo abrir a concorrência no setor e baratear o preço do gás. Já que derrubada do monopólio permite a grandes consumidores comprar gás dos fornecedores que oferecerem melhores preços. Governo venceu a resistência da oposição.

A PL é a aposta do governo Bolsonaro para destravar investimentos de até R$ 43 bilhões e reindustrializar o País. Alinhado ao novo mercado de gás, programa do governo mais conhecido como “choque da energia barata”, a proposta abre um setor que até pouco tempo era dominado pela Petrobrás. Os investimentos previstos irão assegurar projetos de expansão de infraestrutura de transporte, escoamento e armazenamento do gás.

A nova Lei do Gás pode gerar 4 milhões de empregos em cinco anos, reduzindo o preço do combustível à metade e acrescentando 0,5 ponto percentual de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) por ano nos próximos dez anos.

Confira; MP de Bolsonaro visa diminuir conta de luz até 2025

Atualmente,  a infraestrutura de transporte do gás é reduzida no país. O Brasil tem apenas 9.400 quilômetros de gasodutos. A Argentina, os EUA e a Europa têm, respectivamente, 16.000 quilômetros, 497 mil quilômetros e 200 mil quilômetros de dutos.


 MP de Bolsonaro visa diminuir conta de luz até 2025



O QUE HÁ DE NOVO