Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Doria defende ‘pacto’ com a esquerda na eleição de 2022 contra Bolsonaro

 



O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), prega que é necessária uma aliança com partidos de esquerda nas eleições de 2022. Potencial candidato ao Palácio do Planalto daqui a dois anos, Doria tornou-se desafeto político do presidente Jair Bolsonaro depois de surfar na onda conservadora de 2018. 


“A frente não deve ser contra Bolsonaro mas a favor do Brasil. Essa frente comporta o pensamento liberal de centro, que é o que eu pratico, mas comporta também centro direita, centro esquerda, aqueles que têm um pensamento mais à esquerda e à direita.



 


Só não caberá o pensamento dos extremistas, até porque os extremistas não querem compartilhar, discutir”, afirmou o tucano, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada nesta segunda-feira, 23.


 Ao ser interpelado sobre alianças com figuras a exemplo dos ex-ministros Marina Silva, Ciro Gomes e Sergio Moro, além do apresentador Luciano Huck, Doria respondeu que “não devemos excluir ninguém”.

O QUE HÁ DE NOVO