Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Inadmissível! Embaixador da China volta a provocar o governo do Brasil




 O intrometido embaixador chinês Yang Wanming, que se intromete indevidamente nos assuntos internos, reagiu a uma nota de censura publicada pelo Itamaraty contra a sua fala de críticas ao deputado Eduardo Bolsonaro, na qual ameaça o Brasil. O Itamaraty divulgou nota contra a China. Chamou de “ofensiva” e “desrespeitosa” a resposta do país asiático ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, tudo porque o chinês ameaçou o governo e não apenas Eduardo.

 No texto, ele cita uma passagem do filósofo Confúcio sobre respeito mútuo.


“Uma história sobre Confúcio: seu aluno perguntou-lhe como ele poderia ganhar o respeito dos outros.  Confúcio respondeu: se você quer ser respeitado pelos outros, primeiro você deve saber como respeitar os outros.  Não imponha aos outros o que você não queira”, escreveu Wanming no Twitter.


Isso é inaceitável! 


E mais; Depois das ameaças, Embaixada da China volta a provocar Eduardo " você não está arrependido. Um tiro no seu próprio pé"


Veja o tuíte em que Eduardo Bolsonaro acusa a China de usar a tecnologia 5G para espionagem


Eduardo falou por ele mesmo, em resposta a China ameaça os Brasileiros 


Embaixada chinesa ameaça Eduardo Bolsonaro: 'Cessem as calúnias ou vão arcar com as consequências'


Anvisa desmente Doria e fala em ‘proteção dos brasileiros’





 

O QUE HÁ DE NOVO