Luciana Gimenez sai em defesa de Bolsonaro: “Na minha frente, nunca o vi desrespeitar homossexuais” - JORNAL 21 BRASIL
Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade

DESTAQUE DA SEMANA

GOVERNO IDIANO DÁ RASTEIRA EM DORIA LIBERA 2 MILHÕES DA VACINA QUE TEM 70% DE EFICÁCIA PARA O BRASIL

 "Vacina de Oxford/AstraZeneca tem eficácia de 70% já na 1ª dose, apontam testes no Brasil" Quem tem pressa come cru, né João Dori...

Luciana Gimenez sai em defesa de Bolsonaro: “Na minha frente, nunca o vi desrespeitar homossexuais”

 



A apresentadora Luciana Gimenez defendeu o presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre acusações dele ser o grande inimigo da classe LGBTQ+, movimento defendido abertamente pela apresentadora da RedeTV!.


Em entrevista à revista Veja, Luciana disse que enxergou uma necessidade de veicular dados de suicídio entre jovens gays, lésbicas, bissexuais e transexuais na televisão. Ela afirmou ter ficado ‘chocada’ com o número tão alto.


Os números foram revelados por um estudo.


“Sempre protegi esse público.

A maioria das pessoas que trabalha comigo é gay”, argumentou.


O tema será debatido em dezembro, no SuperPop.


Luciana foi questionada sobre querer se envolver na causa LGBTQ+ ao mesmo tempo que é uma admiradora de Bolsonaro.


Ao responder, disse que não existe contraditório.


“Não tenho conhecimento suficiente para falar de política, mas, na minha frente, nunca o vi desrespeitar homossexuais”, completou.


No ano passado, poucos meses após Jair Bolsonaro ser eleito presidente da República, Luciana Gimenez foi convidada para uma reunião no Palácio do Planalto.


Nas redes sociais, ela classificou o encontro como ‘honra’.