Moraes prorroga inquérito de Bolsonaro e intima PGR sobre depoimento do presidente


Publicidade

 



O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes prorrogou por mais 60 dias a investigação sobre a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.


Nesta quinta feira (26), a AGU pediu que o inquérito fosse remetido para a PF elaborar o relatório final e comunicou que o presidente abriu mão de depor.


Moraes intimou a PGR a se manifestar em até 5 dias sobre necessidade de interrogatório do presidente “para esclarecimentos dos fatos investigados no presente inquérito”.

“Considerando, ainda, a necessidade de prosseguimento das investigações, nos termos previstos no art. 10 do Código de Processo Penal, prorrogo por mais 60 (sessenta) dias o presente inquérito”, despachou o ministro.








Publicidade

Anúncio