Governador irritado diz que Doria tenta "GOLPE" de Estado


Publicidade

 



“São Paulo está convidando outros municípios a receberem a vacina. O que o Dória fez é um golpe, é uma irresponsabilidade”, afirmou o governador ao jornal de Goiás O Popular.


Caiado fala em tentativa de golpe de Estado, porque João Dória promove uma usurpação de prerrogativas constitucionais do governo federal, ao anunciar o início da vacinação no dia 25 de janeiro, sem autorização da Anvisa e do ministério da Saúde.


O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), afirmou que o plano de imunização contra o novo coronavírus deve ser responsabilidade federal, não dos estados. Ele falou à imprensa após reunião de governadores com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em Brasília. O que ele disse:


-  Isto é algo que coloca em jogo a credibilidade dos demais governadores.


“Essa função de plano nacional de imunização não é responsabilidade de governador, é do governo federal, e o ministro deixou claro hoje que irá adquirir toda e qualquer vacina desde que tenha certificação das agências internacionais”, acrescentou.


O governador goiano também se manifestou pelo Twitter: "Acabo de sair de uma reunião com o ministro da Saúde, Pazuello, e quero tranquilizar todos os goianos que não vai ter essa de nenhum estado "sair na frente". Todos seguirão o Plano Nacional de Imunização. E não importa a origem da vacina, se autorizada pela Anvisa será adquirida."


"Temos em Goiás 1,8 milhão de pessoas incluídas nos grupos prioritários e elas que serão imunizadas imediatamente. Se a vacina já tiver autorização de alguma agência internacional reconhecida, ela poderá ser aplicada nesses grupos. Ninguém mais do que eu, como médico e governador, deseja a aprovação das vacinas e se Deus quiser ela chegará antes de uma 2ª onda de contaminação em nosso estado", acrescentou


Publicidade

Anúncio