destaque!

Acorda Brasil! "NIÓBIO" o Mundo inteiro de olho no metal que só o Brasil fornece ao mundo está no Amazonas

"Nióbio, o metal que só o Brasil fornece ao mundo está no Amazonas" A reserva mineral de nióbio localizada na região denomi...





AGORA É PRA VALER! Petroleiros anunciam que estão em greve de 72 horas nas refinarias

AGORA É PRA VALER! Petroleiros anunciam que estão em greve de 72 horas nas refinarias

Petroleiros anunciam que estão em greve de 72 horas nas refinarias



Federação Única dos Petroleiros (FUP) anunciou, via rede social, que a greve da categoria começou na madrugada desta quarta-feira (30). Na terça (29), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou o movimento ilegal e estipulou multa de R$ 500 mil por dia aos sindicatos, após ação ajuizada pela Petrobras e a Advocaia-Geral da União (AGU).

As refinarias não se manifestaram sobre paralisação em suas unidades.

Comunicado da FUP publicado pouco depois da 1h relata que os funcionários “não entraram para trabalhar” em refinarias de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Amazonas e Pernambuco.


URGENTE! NO CONTRA PÉ;  PETROLEIROS ANTECIPAM GREVE PARA ESTA SEGUNDA /28

URGENTE! NO CONTRA PÉ; PETROLEIROS ANTECIPAM GREVE PARA ESTA SEGUNDA /28




NO CONTRA PÉ; PETROLEIROS ANTECIPAM GREVE PARA ESTA SEGUNDA 28


"Os trabalhadores da Replan, em Paulínia, e da Recap, em Mauá, bases do Sindipetro Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP), vão cruzar os braços nesta segunda-feira (28/05), em solidariedade ao movimento dos caminhoneiros e contra a política de reajuste diário do preço dos combustíveis, imposta pelo presidente da empresa, Pedro Parente. Essa política favorece o mercado internacional e prejudica o povo brasileiro", informa nota oficial do sindicato.




A paralisação acontece no início dos turnos da manhã, com o corte de rendição, ou seja, o grupo de petroleiros que começa a jornada na noite deste domingo (27) permanecerá dentro da refinaria até o fim do protesto, que poderá durar até oito horas. O Sindicato também espera a adesão em massa do pessoal do setor administrativo, que inicia o expediente de manhã.

Redução do preço dos combustíveis
Os petroleiros exigem a redução do valor da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, a manutenção dos empregos e a retomada da produção interna de combustíveis. O Brasil tem petróleo, refino e distribuição, sendo absolutamente desnecessário o aumento das importações de derivados, como tem feito Parente, desde que implantou a nova política de preços. Desde o ano passado, as importações do país cresceram cerca de 25%.

A categoria também protesta contra o desmonte e a privatização do Sistema Petrobrás. Em abril, Parente anunciou a venda de refinarias no Paraná, em Pernambuco, na Bahia e no Rio Grande do Sul, além de dutos e terminais da Transpetro, subsidiária de transporte e logística de combustíveis. “Não aceitamos essa entrega. As quatro refinarias devem permanecer sob o controle da companhia”, declara o coordenador do Unificado, Juliano Deptula.


Greve Nacional
A Federação Única dos Petroleiros já convocou uma greve nacional de advertência a partir da meia-noite desta quarta-feira, dia 30 de maio. Serão 72 horas de paralisação de trabalhadores do Sistema Petrobrás, em todo o país, reivindicando a queda nos preços dos combustíveis e do gás de cozinha, o fim da entrega da companhia e a saída imediata do presidente da estatal Pedro Parente, que, com o aval do governo Michel Temer, mergulhou o país em uma crise sem precedentes.




E agora Temer, vai acionar também o exército?;  Petroleiros convocam greve por redução dos preços dos combustíveis

E agora Temer, vai acionar também o exército?; Petroleiros convocam greve por redução dos preços dos combustíveis

E agora Temer, vai acionar também o exército?;  Petroleiros convocam greve por redução dos preços dos combustíveis





A Federação Única dos Petroleiros e seus sindicados filiados convocaram uma greve nacional de advertência de 72 horas a partir da quarta-feira, 30, pela redução dos preços dos combustíveis e pela saída do presidente-executivo da Petrobras, Pedro Parente.



A convocação ocorre em um momento em que o país vive uma crise de abastecimento de combustíveis, por conta dos bloqueios realizados por caminhoneiros em greve desde segunda-feira, que pedem a redução do preço do diesel.



Os petroleiros pedem a redução do preço do gás de cozinha e demais combustíveis.
E agora Temer, vai acionar também o exército para os petroleiros?










Bombando na WEB