destaque!

Bolsonaro assina decreto para o envio das Forças Armadas que irá proteger a Amazônia dos invasores

Após participar de uma reunião com ministros na tarde desta sexta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que autor...





DUVIDO VOCÊ OUVIR O JINGLE DE DILMA, ASSUMA O RISCO POR SUA CONTA

O JINGLE DE DILMA, ASSUMA O RISCO POR SUA CONTA



A campanha de Dilma Rousseff lançou um jingle da candidata ao Senado por Minas.
“Não tem homem ruim que derrube essa mulher”, diz trecho do refrão.



Assista ao vídeo por sua própria conta e risco:


juiz do TRF4 que foi contra MORO está a serviço do PT no Judiciário e foi promovido a magistrado por Dilma Rousseff

juiz do TRF4 que foi contra MORO está a serviço do PT no Judiciário e foi promovido a magistrado por Dilma Rousseff

juiz do TRF4 que foi contra MORO está a serviço do PT no Judiciário e foi promovido a magistrado por Dilma Rousseff


A revista veja publicou em 31/out/2017 tudo que você precisa saber sobre o juiz petista que atua no TRF-4, e foi contra o juiz federal Sergio Moro.
De acordo com a veja o advogado Rogério Favreto filiou-se ao PT em 1991. Ainda na década de 90, quando Tarso Genro se elegeu prefeito de Porto Alegre, ele foi premiado com o emprego de procurador-geral da prefeitura da capital gaúcha. Em 2005, Favreto ganhou um gabinete na Casa Civil do governo Lula. Em 2007, de novo convocado por Tarso Genro, Favreto assumiu o comando da Secretaria da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça. E ali ficou até 2010, quando deixou o cargo e o PT.

Deixou o partido para continuar a serviço do PT no Judiciário. Em 2011, beneficiado por uma dessas espertezas brasileiríssimas, o advogado foi promovido a magistrado por Dilma Rousseff. Foi ela quem fez de Favreto um dos juízes do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Fantasiado de desembargador, há mais de três anos o doutor não perde nenhuma chance de mostrar que é muito grato aos padrinhos e exemplarmente leal ao partido.
Como cabe ao Tribunal da 4ª Região revisar as decisões da Justiça Federal em Curitiba, Rogério Favreto atira em tudo que ameace o PT e seu chefe supremo. Foi ele, por exemplo, o único a votar pela abertura de um processo disciplinar contra Sérgio Moro, acusado de agir por “índole política”. É ele o único a discordar sistematicamente de tudo o que o juiz da Lava Jato faz, diz ou pensa. É ele também o único a desaprovar todos os procedimentos adotados pela força-tarefa do Ministério Público Federal que age na Lava Jato.
veja a votação; 


  juiz do TRF4 votou pela abertura de processo disciplinar contra o juiz Sérgio Moro


“Isso sim é que é juiz!”, certamente murmuram Lula, Dilma e demais admiradores da justiça bolivariana inaugurada na Venezuela. Se o povo brasileiro não tivesse reagido a tempo, se a seita lulopetista continuasse no poder, um desses favretos da vida já estaria reinando no Judiciário como presidente perpétuo do Supremo Tribunal Federal.



AGORA; Dilma detona a justiça em entrevista e diz que bolsonaro faz apologia da tortura

 Dilma detona a justiça em entrevista e diz que bolsonaro  faz apologia da tortura



A ex presidenta inconformada com Impeachment detonou a justiça ,e o deputado Jair bolsonaro.


A ex presidente, declarou em entrevista exclusiva à TV 247 na última terça-feira 31 que o impedimento da candidatura do ex-presidente Lula seria "o auge da segunda etapa do golpe", que começou com seu impeachment. Mas acredita que será muito difícil cumpri-lo, diz Dilma.

veja
A Câmara dos Deputados barrou uma homenagem a Sergio Moro


Ministro do STJ manda soltar ex-Casa Civil e mais seis acusados


Sobre a disputa de 2018, ela avalia que "um dos efeitos do golpe foi a destruição do PSDB, e o outro é a criação de uma alternativa de extrema direita". "Agora, vão aceitar uma alternativa de extrema direita para dirigir um país de 208 milhões de habitantes? Uma pessoa que faz apologia da tortura, da ditadura, do torturador...?", colocou ainda, em referência a Jair Bolsonaro.



Sendo assim, o deputado federal Jair messias bolsonaro vem incomodando a muitos, principalmente a esquerda, " PT ". O crescimento do deputado se dá principalmente entre os jovens que que não tem mais esperança entre aqueles que por sua vês já comandaram o país.



DILMA FICOU CARA A CARA COM MORO MAS SAIU CALADINHA DA "sede da Justiça Federal"

DILMA FICOU CARA A CARA COM MORO MAS SAIU CALADINHA DA "sede da Justiça Federal"

DILMA FICOU CARA A CARA COM MORO MAS SAIU CALADINHA DA "sede da Justiça Federal"


Durou cerca de 30 minutos o depoimento da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) ao juiz federal Sergio Moro nesta sexta-feira (27). Dilma é testemunha de defesa do ex-presidente da Petrobras Aldemir Bendine no processo em que ele é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro, pertinência a organização criminosa e embaraço à investigação.

leia mais;

após decisão do TRF-4 Moro manda soltar ex-gerente da Petrobras 

STJ SOLTA MAIS DOIS PRESOS

" indicados pela dupla Lula e Dilma vão comandar o Supremo até outubro de 2027" 





A ex-presidente chegou por volta das 10h50 na sede da Justiça Federal em Belo Horizonte para prestar o depoimento, por videoconferência, a Moro, que atua em Curitiba. Dilma esteve na Justiça Federal acompanhada do advogado Leonardo Isaac Yarochiwsky.



O conteúdo do depoimento de Dilma ainda não foi divulgado pela Justiça Federal no Paraná.
Dilma não falou com os jornalistas que aguardavam o fim de seu depoimento. Questionada sobre se pretende se candidatar ao Senado em 2018, ela deu respostas curtas. "Está vendo? Por isso não convoquei uma coletiva".



VEJA O VÍDEO 
URGENTE; A confiança de lula " indicados pela dupla Lula e Dilma vão comandar o Supremo até outubro de 2027"

URGENTE; A confiança de lula " indicados pela dupla Lula e Dilma vão comandar o Supremo até outubro de 2027"

A confiança de lula " indicados pela dupla Lula e Dilma vão comandar o Supremo até outubro de 2027"

A confiança de lula " indicados pela dupla Lula e Dilma vão comandar o Supremo até outubro de 2027"


A confiança de lula " indicados pela dupla Lula e Dilma vão comandar o Supremo até outubro de 2027"



O ex presidente Luiz Inácio lula da silva, já condenado em primeira instância, na operação lava jato a 9 anos e seis meses de prisão no caso triplex pelo juiz federal Sergio Moro, tem se posicionado com muita segurança nas instâncias superiores.

veja também; 

TRF-1, concedeu liminar a lula


De ante deses fatos que são verídicos, os indicados pela dupla Lula e Dilma vão comandar o Supremo até outubro de 2027. Somente a partir desta data é que o até agora único indicado por Michel Temer, o ministro Alexandre de Moraes, exercerá o comando da Corte.

Dentro de um ano a atual presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, deixa o comando da Corte e assume em seu lugar o ministro Dias Toffoli.



O mais preocupante é que o juiz federal Sergio Moro e o MPF sempre se posicionaram com desconfiança ao olhar para o (STJ e STF) , visto que em alguns casos os condenados na lava jato em vários crimes e por se tratar de pessoas poderosas, ditas pelo juiz "Moro"  foram inocentados no Supremo.


O comando


12/09/16 a 12/09/18 – Cármen Lúcia
12/09/18 a 12/09/20 – Dias Toffoli
12/09/20 a 12/09/22 – Luiz Fux
12/09/22 a 02/10/23 – Rosa Weber (data em que completa 75 anos e constitucionalmente terá que pendurar a toga)
02/10/23 a 02/10/25 – Luis Roberto Barroso
02/10/25 a 02/10/27 – Luiz Fachin
02/10/27 a 02/10/29 – Alexandre de Moraes



URGENTE; Dilma Rousseff (PT)  pode voltar ao poder ainda este ano STF não julgou o caso

URGENTE; Dilma Rousseff (PT) pode voltar ao poder ainda este ano STF não julgou o caso

Dilma Rousseff (PT)  pode voltar ao poder ainda este ano


A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta segunda-feira (16) que irá pedir que o conteúdo da delação premiada do operador financeiro Lúcio Funaro que pede a anulação do processo de impeachment sofrido 




A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta segunda-feira (16) que irá pedir que o conteúdo da delação premiada do operador financeiro Lúcio Funaro seja juntando aos autos do mandado de segurança que pede a anulação do processo de impeachment sofrido por ela no ano passado, ainda não julgado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).


leia mais; LULA TÁ LASCADO MESMO! ida a ONU foi um tiro no pé, lá será seu enterro

Segundo publicou o UOL hoje (16) que em vídeo divulgado pelo jornal "Folha de S. Paulo", Funaro afirma ter repassado R$ 1 milhão para o ex-deputado Eduardo Cunha "comprar" votos a favor do impeachment de Dilma. Funaro disse que recebeu uma mensagem de Cunha, então presidente da Câmara, dias antes da votação no plenário, solicitando os valores.

No depoimento de Funaro, dado à PGR (Procuradoria Geral da República) no dia 23 de agosto, e homologado pelo ministro do STF Edson Fachin, uma procuradora questiona se Cunha usou a expressão "comprar votos". E Funaro confirma:"Comprar votos".









Bombando na WEB