EM DESTAQUE

Juiz absolve Adélio de tentativa de homicídio a Bolsonaro

O juiz federal Bruno Savino absolveu Adélio Bispo de Oliveira, em razão de ele ter sido considerado inimputável, informa Mateus Coutinho...

DESCULPE SENHOR RÉU, VOCÊ AINDA ESTÁ LASCADO?

(Sem Deus não há vida, sem família não há base para nada...)



Por; Rosinaldo Pereira



DESCULPE SENHOR RÉU, VOCÊ AINDA ESTÁ LASCADO?


DESCULPE SENHOR RÉU, VOCÊ AINDA ESTÁ LASCADO?


conteúdo; veja
O ex-presidente Lula, falando há pouco para o seu próprio público, manifestou o que parece ser o seu desejo mais recente: quer que o juiz Sergio Moro, que o condenou a nove anos e meio de prisão num dos variados processos por corrupção a que responde no momento, peça desculpas para ele. Lula explicou que não pretende ser absolvido – o que, aliás, não é mais possível no mundo das coisas reais, levando-se em conta que ele já foi condenado. A essa altura não há nada que se possa fazer: o juiz, mesmo que esteja morto de arrependimento, não pode mais voltar atrás e trocar a sentença que deu por uma outra. Quem pode mudar as coisas, pelo que está escrito na lei, é o tribunal que examina no momento a decisão de Moro – e, acima daí, outros tribunais ainda mais elevados. Mas Lula, pelo jeito, não parece muito confiante nas suas próprias razões. Disse que já está “lascado”, e diante desta constatação pessoal o que lhe restaria agora seria o consolo de um pedido de perdão. É uma novidade, pelo menos. Normalmente, segundo os hábitos em vigor no resto do mundo, quem pede perdão é o sujeito que foi condenado. No Brasil de hoje, segundo Lula, é o contrário.


Tudo isso, naturalmente, é gritaria de arquibancada, que xinga o juiz mas não muda o resultado. Mas também é uma comprovação a mais de que Lula continua convencido da existência de dois Brasis separados – um para todos os cidadãos brasileiros e um outro, diferente, só para ele. Quanto mais a situação penal do ex-presidente se complica, mais certeza ele tem de que a lei não pode ser aplicada a ele. Se for, como está sendo agora, trata-se de um crime de lesa-pátria: segundo a sua visão das coisas, só há justiça quando as decisões são a seu favor, e só existe na sociedade brasileira um cargo à sua altura de suas virtudes – o de presidente da República. Quem não concorda é inimigo do povo, do Brasil e da humanidade. Você sabe quem é essa gente – são “eles”. Se o incomodam, pelo motivo que for, só podem lhe pedir desculpas.




Seguir no twitter;

Continue lendo e deixe seu comentário....


-A esquerda quer nos calar! não deixe que isso aconteça, curta nossa página...


Deixe seu comentário aqui!


  • APÓS COMENTAR, VOLTE PARA CAPA
  • Compartilhe Agora