Neste site tem: "Black Friday"







LAVA JATO; ex-diretor de Serviços da Petrobras pode receba perdão judicial de Sergio Moro

Em: __Por: Rosinaldo Pereira

__ 10/10/2017




LAVA JATO; ex-diretor de Serviços da Petrobras pode receba perdão judicial de Sergio Moro




ex-diretor de Serviços da Petrobras pode receba perdão judicial de Sergio Moro


ex-diretor de Serviços da Petrobras pode receba perdão judicial de Sergio Moro

Os advogados do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, réu confesso e apontado como operador do PT nos esquemas de corrupção investigados na Operação Lava Jato, pediram ao juiz federal Sergio Moro que seu cliente receba receba o perdão judicial.


A defesa apresentou suas alegações finais no processo em que Duque é réu por ter recebido US$ 1 milhão em espécie e mais obras de arte como propina da empresa Hayley S/A em troca de contratos. O dinheiro, segundo a denúncia do MPF(Ministério Público Federal), veio da obra de um gasoduto submarino, que custou R$ 248,9 milhões.

O ex-diretor negocia acordo de colaboração, a famosa "delação premiada", com o MPF. "Em que pese à ausência de acordo formal [de colaboração], o acusado cooperou eficazmente com a revelação do esquema delitivo", dizem os advogados.

Por esse motivo, a defesa diz acreditar que Moro pode conceder o perdão judicial. O ex-executivo já foi condenado em seis processos pelo juiz. Juntas, as penas somam mais de 73 anos de prisão. Na última sentença em que condenou Duque, em agosto, Moro disse ter reconhecido que o ex-diretor "passou a colaborar efetivamente com a Justiça".

"A sua proatividade em tomar a iniciativa de colaborar, malgrado à míngua de um acordo formal, torna sua colaboração ainda mais louvável e, portanto, digna de uma contrapartida premial", dizem os defensores.



Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"


O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a Imprensa livre sem dinheiro público, doando qualquer valor. Acesse:









Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

Destaque do dia..

STF demora 63 anos para julgar processo e até advogados já morreram

No dia 31 de maio de 2019, depois de 63 anos,  o STF julgou o caso de Paulo Roberto Menezes que pedia para ser reconhecido como fil...

As mais lidas do dia