URGENTE! MATÉRIA EM DESTAQUE

LEIA O TEXTO COMPLETO QUE BOLSONARO COMPARTILHOU E FERVEU TODOS OS PODERES

Por; Rosinaldo Pereira  Bastaram 5 meses de um governo atípico, “sem jeito” com o congresso e de comunicação amadora pa...

URGENTE; aparato de bandido, TRF solta preso condenado por Moro a 43 anos

(Sem Deus não há vida, sem família não há base para nada...)




 TRF solta preso condenado por Moro a 43 anos 

 TRF solta preso condenado por Moro a 43 anos 


A prisão preventiva do ex-presidente da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro da Silva, 78 anos, foi revogada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) nesta quarta-feira 11. Segundo Fernando Fernandes, advogado de Othon, que é almirante da Marinha, o habeas corpus foi aceito pelo tribunal em decorrência da frágil condição de saúde. Othon tem câncer de pele e já passou por cirurgia.
Também físico nuclear, Othon Pinheiro foi condenado à prisão, em 2015, pelo juiz Sergio Moro, no âmbito da Operação Lava Jato, por corrupção enquanto esteve à frente da Eletronuclear, entre 2005 e 2015. Ele foi detido na fase denominada Radioatividade, que investigou irregularidades em contratos do setor elétrico. 


Em julho de 2016, o almirante voltou a ser preso. Desta vez pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal, durante a Operação Pripyat. Foi condenado a 43 anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro, embaraço a investigações, evasão de divisas, corrupção e organização criminosa. Na época, a defesa de Othon afirmou que condenar um homem de mais de 70 anos a uma reclusão de 43 anos era praticamente “uma prisão perpétua”.
Othon também foi acusado pelo Ministério Público Federal de cobrar propinas em acertos de contratos com as empreiteiras Andrade Gutierrez e Engevix para a construção da usina nuclear Angra 3. O ex-presidente da Eletronuclear teria recebido 4,5 milhões de reais como vantagens.
O advogado do almirante afirmou que Othon foi condenado a uma das maiores penas deferidas até aqui pela Operação Lava Jato, somente menor que a de 45 anos imposta a Sergio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro. “Entendo a ordem de habeas corpus como um ato de justiça e humanidade”, afirmou Fernandes à imprensa




Seguir no twitter;

-Deixe sua opinião, você é importante! -A esquerda quer nos calar! não deixe que isso aconteça, curta nossa página...


Deixe seu comentário aqui!


  • APÓS COMENTAR, VOLTE PARA CAPA
  • Continue lendo....