URGENTE; lula cometeu suicídio político

Por; Rosinaldo Pereira /colunista
lula cometeu suicídio político 
lula cometeu suicídio político 

lula cometeu suicídio político com supostos recibos de aluguel falsos diz "MPF"




A
 força-tarefa da Lava Jato no Paraná afirmou ao juiz Sérgio Moro que, "sem margem à dúvida", uma série de recibos apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva são "ideologicamente falsos".

O ex presidente Luiz inacio lula da silva cometeu suicídio politico no dia 25 Setembro 2017   "Sem margem à dúvida que os recibos juntados pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva são ideologicamente falsos, veja aqui, visto que é simulada a relação locatícia representada pelo engendrado contrato de locação", disseram os procuradores em manifestação a Moro.Os 26 recibos se referem ao pagamento de aluguel de um apartamento em São Bernardo do Campo, no mesmo prédio em que o presidente possui um imóvel.



 As chances do ex presidente ser absorvido no processo em que envolve o ap 121, agora ficou mais distante com o suicídio politico do mesmoO período dos documentos abrange fevereiro de 2011 a novembro de 2015.O Ministério Público Federal acusa o presidente de nunca ter efetivamente pago o aluguel neste período e que os custos do imóvel, usado como extensão da casa do ex-presidente, foram bancados de forma simulada pela empreiteira Odebrecht como forma de propina. O apartamento estava no nome do engenheiro Glaucos da Costamarques, apontando como laranja de Lula e da Odebrecht.

 O suicídio politico de lula 
 O caso do apartamento e de mais um terreno que também teria sido passado pela Odebrecht de forma dissimulada ao Instituto Lula renderam ao ex-presidente uma ação penal em Curitiba por suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Se o ex presidente tinha conhecimento em que as datas que estão nos recibos (dois, 2) dos tais não existem, ele cometeu um grave suicídio politico, comprometendo toda carreira politica do mesmo, o fim.

A tendência é permanecer no suicídio 
A expectativa é que Moro decida sobre o caso nas próximas semanas, e que deixe a corda no pescoço do ex-presidente.  O que pode resultar numa segunda condenação de Lula. Segundo o MPF, não houve movimentação financeira por parte de Lula que comprovasse que o pagamento dos aluguéis foi real. Os recibos foram entregues em setembro pela defesa do ex-presidente. À época, a imprensa destacou que dois deles apresentavam datas inexistentes no calendário (31 de junho e 31 de novembro).




Continue lendo....